Menu

Bradesco segue apostando em novas tecnologias para o autoatendimento

Bradesco segue apostando em novas tecnologias para o autoatendimento

Depósitos inteligentes, reciclagem de células e melhor logística são suportados

 

No âmbito de suas políticas voltadas para os canais de atendimento, o Bradesco segue implantando novas funcionalidades em sua rede de caixas eletrônicos, buscando ofertar maior praticidade e conveniência aos clientes, além de reforçar a segurança nas transações.

Assim, por exemplo, foi lançada no CIAB do ano passado, de maneira pioneira entre os grandes bancos no Brasil, uma máquina de depósito inteligente/recicladora de cédulas. Como detalha Luca Cavalcanti, diretor de Canais do Bradesco, correntistas ou não correntistas estão sendo beneficiados, pois não é mais necessário fazer o depósito no caixa da agência para que o valor seja creditado no mesmo dia: “A disponibilização do saldo do depósito em tempo real muda o patamar de atendimento hoje praticado pelo mercado. E a tendência é que nos próximos anos essas máquinas passem a ser predominantes na rede”.

Outra novidade, implementada desde outubro último, é a opção de pagamento de contas com cartões de débito de outras instituições. A facilidade vale para cobrança bancária, contas de consumo e tributos. As quitações são efetivadas via código de barras e os débitos ocorrem de forma on-line na conta do banco do usuário.

“Além do comprovante emitido na hora, as pessoas também podem solicitar nos caixas eletrônicos a emissão da segunda via de comprovantes por 12 meses. Com esse recurso, o cliente de qualquer banco pode usar qualquer uma de nossas 31.128 máquinas para pagar suas contas”, destaca o entrevistado.

A fim de robustecer a segurança e tornar mais ágil a utilização, todo o parque de ATMs do Bradesco já possui identificação biométrica, que emprega a leitura das veias da palma da mão para validação e realização de transações, suportando saques e consultas de saldo sem o uso do cartão.

Contemplando também as preocupações com a sustentabilidade ambiental, prossegue Cavalcanti, nos últimos anos a instituição trocou a base instalada por equipamentos mais modernos, que consomem menos energia elétrica e geram menor quantidade de CO2. 

Do ponto de vista da logística, acrescenta ele, “o uso da máquina recicladora irá diminuir o transporte de cédulas, uma vez que ela vai reaproveitar o numerário depositado para os saques.  Com isso, temos a expectativa de reduzir as viagens dos carros-fortes para reposição”.

Por fim, o diretor de canais lembra que, em julho do ano passado, a Rede Banco24Horas foi escolhida pelas maiores instituições financeiras do País para gerir o autoatendimento fora das agências. “Essa ação conjunta, além de otimizar o consumo de energia e o abastecimento por carros-fortes, permite ao Bradesco ampliar o número de terminais em todo o Brasil, o que trará mais conveniência e qualidade de atendimento aos clientes e usuários”, conclui.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes