Menu

DMCard cresce 33% no primeiro semestre de 2017

DMCard cresce 33% no primeiro semestre de 2017

Venda de R$ 618 milhões nos cartões mostra vigor dos cartões de crédito próprios de varejistas num cenário em que os bancos continuam reduzindo o número de cartões

A DMCard encerrou o primeiro semestre de 2017 acumulando R$ 618 milhões em vendas nos cartões próprios de loja (private label) administrados pela empresa, um crescimento de 33% em comparação com o mesmo período de 2016. Após ultrapassar a marca de R$ 1 bi em valor movimentado no ano passado, a projeção para este ano é ultrapassar R$ 1,3 bi.

Esse crescimento representa uma aceleração em relação ao crescimento do ano anterior, 23%, e está acima da média dos últimos cinco anos, 30%.

Os números se destacam ainda mais considerando que o consumo no comércio em geral registrou uma queda de 1,5% de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

“Dados públicos mostram que nos últimos 12 meses dois grandes bancos cortaram mais de oito milhões de cartões de clientes que eles julgam ser de maior risco. Para outros clientes, os cartões não foram cortados, mas tiveram seus limites reduzidos. Por outro lado, cerca de 2% das transações de cartões nos caixas são negadas pelos emissores por limite insuficiente, e são vendas perdidas pelos supermercados se eles não tiverem alternativas. Nesse cenário, aumentou mais ainda a procura por cartões próprios, tanto por parte de consumidores como por parte de varejistas”, explica Maurício Meneghetti, gerente comercial da DMCard.

 

Alta taxa de aprovação e baixa inadimplência

Os bons resultados da empresa não se limitam apenas aos valores movimentados. “Como somos focados em um único negócio, cartões de loja, com o tempo nossa equipe conseguiu montar modelos e processos muito sofisticados de análise de crédito, detecção de fraudes e aumentos de limite. Com isso, conseguimos manter uma aprovação alta, de 54%, e aumentar 37% o limite de 30% dos clientes a cada semestre, enquanto mantivemos indicadores conservadores de risco, como FPD 7% e PDD 3%”, comemora Wanderson Aires, gerente de Risco.

 

Novos parceiros e outros números DMCard

O primeiro semestre de 2017 também foi marcado pelas novas redes que passaram a ter seus próprios cartões administrados pela DMCard. Entre eles, os destaques foram o Ricoy Supermercados com 80 lojas em 21 cidades do Estado de São Paulo, e o HiperBom com seis lojas, que marcou a entrada da DMCard no estado de Santa Catarina. Além disso, mais de 100 novas lojas de materiais de construção escolheram a DMCard como parceira, nos estados de SP, PR, SC e MG.

As novas parcerias colaboraram para o crescimento acentuado e bons resultados, também verificados nos números abaixo referentes ao primeiro semestre de 2017.

  • 58% de crescimento das propostas cadastradas
  • 61% de aumento do número de cartões aprovados
  • 70% de aumento no número de novas contas ativas

 

Canais digitais e planos de expansão

“Além de sermos a única empresa do segmento com o selo RA1000 de excelência de atendimento, registramos um crescimento exponencial no uso de canais digitais, como site e aplicativo, que já são a forma de contato mais usada pelos nossos clientes, mesmo os mais populares”, comenta Meneghetti. “Nosso foco principal de expansão este ano continua sendo crescimento orgânico e novos parceiros no segmento supermercadista. “Muitas redes de supermercados tiveram más experiências com cartões de bancos e hoje estão sem cartão próprio. Nossa proposta de valor para varejistas é simples: Custos menores que os outros cartões e aumento de vendas - com poder de compra, vínculo emocional, tráfego na loja para pagar faturas e uso de ferramentas de CRM. E cuidamos de tudo, inclusive funding, promotoras e risco”.

Além disso, para os novos planos de expansão, dos R$ 100 milhões em aportes previsto para 2017, R$ 80 milhões já foram captados em debêntures públicas por meio de uma operação estruturada pela XP Investimentos. Os recursos serão destinados para quitação da segunda debênture emitida em 2014 e para suportar o crescimento orgânico da empresa este ano, previsto em 35%. Além de fortalecer seu caixa para prováveis aquisições de carteiras de cartão de credito que estão no horizonte estratégico da empresa para o ano de 2017.

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes