Menu

Atar desenvolve cartão contactless com a Mastercard

Atar desenvolve cartão contactless com a Mastercard

A fintech já havia lançado uma pulseira para realização de pagamento por aproximação, usada em 16 países 

A tecnologia de pagamentos por aproximação, conhecida como contactless, avança no mercado. A fintech catarinense Atar, por exemplo, aproveitou o crescimento dessa modalidade para lançar a pulseira de pagamentos Atar Band.

Isso aconteceu em 2016. Três anos depois, os usuários do acessório (wearable) já realizada pagamentos por aproximação em mais de 9 mil estabelecimentos diferentes 16 países, incluindo o Brasil.

Segundo Orlando Purim Junior, diretor executivo da empresa, o Atar band foi protagonista da maior pré-venda de um produto brasileiro de tecnologia na época, com mais de 1.000 unidades encomendadas.

“A ideia era tão inovadora que as pessoas queriam ter acesso antecipado à pulseira, apoiando o projeto ao comprá-las mesmo sem pronta entrega”, diz.

Para desenvolver o produto, a Atar contou com parceiros de peso. A Mastercard se tornou a bandeira da Atar band, permitindo que a pulseira fosse aceita em estabelecimentos comerciais em mais de 200 países.

Já a Edenred Soluções Pré-Pagas, que se adaptou para atuar com pagamentos por aproximação, virou o emissor.

“Essas empresas apostaram no contactless e nos wearables de pagamento quando ainda eram uma promessa. Agora que esse segmento ganha tração, temos uma solução robusta pronta para atender o mercado”, diz Purim.

Para Alfredo Bernacchi, diretor geral da Edenred Soluções Pré-Pagas, a tendência é de expansão. “Emitimos dispositivos de pagamento por aproximação pela primeira vez com a Atar. A modalidade dá agilidade ao processo de compra, permitindo que a transação seja até dez vezes mais rápida do que com outros meios”, conta.

Recentemente se tornou parceiro tecnológico da Mastercard na criação de cartões pré-pagos promocionais contactless para eventos esportivos que a bandeira patrocina.

Entre maio e junho, mais de 9.500 cartões pré-pagos promocionais com a tecnologia de pagamentos por aproximação da fintech foram distribuídos a clientes da Mastercard.

Também foram entregues 500 pulseiras de pagamento da Atar, personalizadas para a Mastercard, a torcedores, executivos e influenciadores.

Esses cartões tinham um crédito de R$ 15,00 e as pulseiras da Atar, de R$ 30,00. Para usar o recurso, válido até 31 de julho de 2019, era preciso ativá-los por meio da conta digital e do aplicativo Atar pay.

“Nos empenhados em assegurar comodidade, operacionalizando back-office, tesouraria e atendimento”, diz Mike Allan Pellin, diretor de operações da Atar.

A Atar band funciona por meio da tecnologia NFC (transmissão de dados sem contato). Após adquirir a pulseira, o usuário deve baixar o aplicativo Atar pay (disponível para iOS e Android), criar uma conta digital (Conta Atar pay) e fazer a ativação do produto.

Para realizar pagamentos, é preciso depositar recursos na Conta Atar pay, o que pode ser feito com cartões de crédito, TED ou boleto bancário emitido no próprio aplicativo.

A Atar band é aceita em toda a rede contactless da Mastercard, presente em 85% das maquininhas no Brasil. Entre cartões e pulseiras, a Atar emitiu mais de 17 mil dispositivos de pagamento nos últimos 12 meses. Instituições financeiras como o Bradesco e a cooperativa Sicredi se tornaram clientes corporativos da fintech.

Neste ano, até maio, o volume de depósitos na conta digital Atar pay cresceu 146% em relação ao mesmo período de 2018.

“Acreditamos que estamos fazendo a diferença para a disseminação dos pagamentos por aproximação no país”, afirma Purim. Os pagamentos por aproximação já podem ser feitos em cerca de 4.500 cidades brasileiras.

Até o ano passado, só tinha acesso à Atar pay quem comprasse a pulseira de pagamentos. Em maio de 2019, os dois foram desvinculados – agora, é possível aderir à conta digital sem ter a pulseira.

Os resultados estão aparecendo. Neste ano, até maio de 2019, o número de novas contas foi o dobro das abertas em 2018 inteiro.

“Começamos com o ‘tech’, mas resolvemos agregar o ‘fin’. Com a conta digital podendo ser aberta por qualquer pessoa, hoje somos oficialmente uma ‘fintech’, empresa dedicada à tecnologia para a área financeira”, conclui Pellin.

A conta digital Atar pay não tem taxa de manutenção e nenhum custo para depósito. Deve ser lançado também o Cartão Atar, cartão pré-pago internacional, com a bandeira Mastercard, sem cobrança de anuidade.

Em fase de teste, o cartão permitirá fazer saques no Brasil e no exterior, além de pagamentos em mais de 40 milhões de estabelecimentos no mundo.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes