Cartões - Executivos Financeiros - Executivos Financeiros http://www.executivosfinanceiros.com.br Mon, 18 Feb 2019 09:43:26 +0000 Joomla! - Open Source Content Management pt-br Mastercard anuncia cartão cidadão no CMEP 2018 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6292-mastercard-anuncia-cartao-cidadao-no-cmep-2018 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6292-mastercard-anuncia-cartao-cidadao-no-cmep-2018 Mastercard anuncia cartão cidadão no CMEP 2018

Empresa busca incentivar o uso da tecnologia de pagamento sem contato para facilitar o dia a dia nas grandes cidades

A evolução digital abre enormes oportunidades e desafios para a indústria de meios de pagamento. Neste cenário, a Mastercard trará para o 12º Congresso de Meios Eletrônicos de Pagamento - CMEP -  um dos seus projetos prioritários para 2018: o incentivo ao uso da tecnologia de pagamento sem contato para facilitar a rotina diária nas grandes cidades por meio de um cartão cidadão multifuncional. 

Segundo Paulo Frossard, Vice-presidente de Market Development da Mastercard para Geosouth, o objetivo é oferecer um único cartão que, além de funcionar como cartão de identificação, possa ser utilizado para receber salário, benefícios governamentais e sirva para pagar despesas, como o transporte público. “Um cartão integrado ao dia a dia da cidade promove inclusão financeira e contribui para que cidades sejam mais conectadas, eficientes e inclusivas”, explica o executivo. 

Os primeiros exemplos dessa solução já começaram a ser implantados no Brasil, com foco na mobilidade urbana, um dos desafios em grandes cidades do mundo. Atualmente R$ 15 bilhões dos pagamentos no transporte público no Brasil são realizados por meio do dinheiro em espécie, o que gera custos operacionais e logísticos para o operador, além dos problemas com falta de troco e de segurança. 

Para solucionar esses problemas, desde 2016 os trens do Rio de Janeiro são pioneiros no pagamento de transporte público com cartões de crédito, débito, pré-pago e wearable (EMV) Mastercard para pagamento do transporte público, e Jundiaí, em dezembro passado, tornou-se a primeira cidade da América Latina a disponibilizar o sistema em toda a frota (305 ônibus). 

Na Colômbia essa eficiência também já está presente, com o exemplo do Governo de Barranquilla que mapeou os processos internos e implementou soluções Mastercard para pagamento de fornecedores e distribuição de benefícios sociais, reduzindo 22% dos seus custos operacionais. 

“A Mastercard, por meio de parcerias público privadas, desenvolve projetos que promovem eficiência, transparência e redução de custos para governos, oferece conveniência e satisfação para os usuários e melhora a mobilidade das grandes cidades”, complementa Paulo. 

A Mastercard também esteve presente em dois paineis durante o CMEP. O tema segurança digital foi apresentado durante a palestra “O poder do Cyber Security no desenvolvimento do mercado de meios de pagamentos”, comandado pela vice-presidente de Security Decisioning and Products da Mastercard, Rebecca Ledingham, no dia 14 de março. 

Ainda na quarta-feira, João Pedro Paro Neto, presidente da Mastercard para Brasil e GeoSouth, participou do painel “Regulação: evolução, impactos e desafios futuros”.

]]>
Cartões Wed, 14 Mar 2018 00:00:00 +0000
Lucro líquido da Cielo é o maior da história, com R$ 4,1 bilhões em 2017 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6256-lucro-liquido-da-cielo-e-o-maior-da-historia-com-r-41-bilhoes-em-2017 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6256-lucro-liquido-da-cielo-e-o-maior-da-historia-com-r-41-bilhoes-em-2017 Lucro líquido da Cielo é o maior da história, com R$ 4,1 bilhões em 2017

Volume financeiro de transações, tirando o produto Agro, totalizou R$ 613,8 bilhões, alta de 8,2% sobre 2016

A Cielo, fornecedora de tecnologia, serviços e soluções para o varejo, fechou o ano de 2017 com o maior lucro líquido da história da companhia: R$ 4,1 bilhões pelo critério IFRS. No quarto trimestre do ano, somou R$ 1,04 bilhão, um aumento de 3,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, e de 2,5% quando comparado ao terceiro trimestre.

Já o lucro líquido ajustado, que desconsidera o efeito da amortização do ativo intangível da Cateno, totalizou R$ 1,1 bilhão no quarto trimestre de 2017, superior em 2,9% quando comparado ao mesmo período de 2016; e 2,4% em relação ao terceiro trimestre de 2017. Neste caso, o lucro líquido somou R$ 4,3 bilhões no ano, um acréscimo de 1,2% na comparação com o ano anterior.

"Passado o período mais agudo da história de nossa economia, iniciamos 2018 com o sentimento e a sensação de que 'o pior ficou para trás'. Pelo quinto mês consecutivo, em dezembro, o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA) registrou crescimento real, indicando uma clara tendência de recuperação do mercado varejista brasileiro. Quando olhamos para o PCE, que hoje está em 29% (3T17), indicador que demonstra o nível de penetração do pagamento com plástico, vemos muito potencial", afirma Eduardo Gouveia, presidente da Cielo.

O volume financeiro de transações, sem considerar o produto Agro, totalizou R$ 613,8 bilhões em 2017, um aumento de 8,2%. O último trimestre representou R$ 169,2 bilhões desse total – aumento de 8,7% em relação aos mesmos meses de 2016; e de 9,2% em relação ao trimestre anterior.

Foram R$ 95,3 bilhões em transações de crédito, apresentando uma elevação de 9,0% em relação ao quarto trimestre de 2016, e aumento de 10,2% em relação ao trimestre anterior (3T17). No débito, o volume foi de R$ 76,4 bilhões no quarto trimestre de 2017, um crescimento de 6,3% em relação aos meses equivalentes de 2016, e também 6,3% em comparação ao trimestre anterior.

Esta expansão no volume de transações de crédito e débito contribui para a receita operacional líquida, que totalizou R$ 3 bilhões no quarto trimestre, uma alta de 3,6% em relação ao terceiro tri do mesmo ano.

Os gastos totais da Cielo, que representam o custo com os serviços prestados somado às despesas operacionais, totalizou R$ 7,2 bilhões em 2017, uma redução de 6,1%, em relação ao ano anterior, reflexo de um forte controle de gastos e melhoria de eficiência da companhia.

O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) fechou o último trimestre de 2017 em R$ 1,3 bilhão, inferior em 1,3% comparado ao mesmo período de 2016. Por outro lado, o número representa um aumento de 6,2% em relação ao trimestre anterior, com margem de 45,4% - crescimento de 0,6 ponto percentual em comparação com o quarto trimestre de 2016 e de 1,1 ponto percentual no cotejo com o terceiro trimestre de 2017.

As máquinas sem fio – terminais que utilizam Wi-Fi e/ou GPRS – encerraram o quarto trimestre de 2017 representando 74,4% da base instalada, uma expansão de 3,4 pontos percentuais em comparação ao mesmo período de 2016; e de 1,3 p.p. em relação ao trimestre anterior. Além disso, a Cielo LIO, primeiro Smart Terminal do mercado brasileiro e que conecta todo ecossistema da empresa, já soma 36 mil terminais instalados.

]]>
Cartões Fri, 02 Feb 2018 00:00:00 +0000
Visa inicia pilotos com novo cartão de pagamento biométrico http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6224-visa-inicia-pilotos-com-novo-cartao-de-pagamento-biometrico http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6224-visa-inicia-pilotos-com-novo-cartao-de-pagamento-biometrico Jack Forestell, diretor global de soluções para comércios da Visa

Projetos com o Mountain America Credit Union e o Bank of Cyprus usam sensor de impressão digital integrado, oferecendo uma alternativa à autenticação por código PIN ou assinatura

A Visa anunciou nesta semana – durante a NRF 2018 Retail’s Big Show, evento internacional para o varejo – que começou a testar um novo cartão de pagamento EMV com dupla interface (chip e contactless) junto aos bancos Mountain America Credit Union e o Bank of Cyprus. Esses são os primeiros projetos pilotos comerciais de um cartão para pagamentos por aproximação com autenticação biométrica no próprio cartão.

Como player da indústria de pagamento, a Visa afirma estar comprometida em garantir pagamentos seguros, rápidos e convenientes no ponto de venda. Por isso, entende ser fundamental trabalhar para a contínua evolução do mercado por meio da adoção de métodos de autenticação dinâmicos, buscando investir, no caso desses pilotos, em capacidades emergentes que tirem partido da biometria.

Com a autenticação biométrica ganhando impulso e a migração para o EMV bem encaminhada nos EUA, os pilotos do cartão de pagamento com biometria testarão o uso do reconhecimento da impressão digital como alternativa ao código PIN ou assinatura para autenticar a identidade do portador do cartão. Ambos os projetos estão sendo gerenciados pelo programa Visa Ready for Biometrics, uma nova vertical que contribui para a crescente demanda por soluções de autenticação biométrica.

“O mundo aproxima-se rapidamente de um futuro sem senhas, pois os consumidores passam a entender o quanto as tecnologias biométricas podem facilitar a vida”, diz Jack Forestell, diretor global de soluções para comércios da Visa Inc. “Com os pagamentos eletrônicos se expandindo substancialmente mundo afora, a Visa está comprometida em desenvolver e investir em capacidades emergentes que ofereçam uma experiência de pagamento melhor e mais segura”, completa.

Funcionamento na prática

Quando o portador de cartão coloca o dedo no sensor, sua impressão digital é comparada ao modelo previamente cadastrado e armazenado de forma segura no cartão, para que a transação seja autenticada. Uma luz verde e uma vermelha integrada ao cartão indicam se o resultado da comparação foi positivo ou negativo. Outros benefícios são os seguintes:

  • Segurança robusta: os dados biométricos são armazenados e comparados localmente no cartão, o que garante a proteção dos dados e da privacidade do portador do cartão. Como cada pessoa tem dados biométricos únicos, os fraudadores têm mais dificuldade para atuar;
  • Velocidade e conveniência: os cartões são compatíveis com a tecnologia contactless EMV, permitindo que seus portadores paguem de forma rápida e fácil aproximando os cartões de um terminal contactless;
  • Alternativa ao código PIN ou assinatura: uma autenticação simples, via impressão digital, pode ser realizada diretamente no cartão como alternativa a um código PIN adicional ou assinatura;
  • Dispensa upgrades nos equipamentos: o cartão biométrico é imediatamente compatível com os terminais de pagamento em uso ao redor do mundo na aceitação de pagamentos contactless ou por chip. 

Sobre os projetos anunciados nos EUA 

Os pilotos com o Mountain America Credit Union e do Bank of Cyprus têm início em janeiro de 2018 para avaliar a experiência do portador de cartão e a tecnologia dos cartões biométricos em diferentes ambientes de varejo.

O piloto do Mountain America Credit Union utiliza tecnologia da Fingerprint Cards e Kona-I, enquanto o do Bank of Cyprus emprega tecnologia da Gemalto. 

Para estabelecimentos comerciais, parceiros ou emissores interessados em integrar a tecnologia de biometria em seus ambientes de pagamento, o programa Visa Ready for Biometrics pode fornecer orientações e certificar soluções como Visa Ready.

O Programa Visa Ready pode acelerar o processo de introdução de dispositivos, softwares e soluções capazes de iniciar ou aceitar pagamentos Visa.

Além do Biometrics, a Visa oferece Programas Visa Ready para pontos de venda móveis (mPoS), soluções de negócio, Internet das Coisas (IoT), tokenização e provedores de serviços de transporte coletivo. Para mais informações, acesse visaready.visa.com

]]>
Cartões Wed, 17 Jan 2018 00:00:00 +0000
Empresas do Grupo Hub Prepaid planejam dobrar crescimento com Reforma Trabalhista http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6168-empresas-do-grupo-hub-prepaid-planejam-dobrar-crescimento-com-reforma-trabalhista http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6168-empresas-do-grupo-hub-prepaid-planejam-dobrar-crescimento-com-reforma-trabalhista Alexandre Brito, diretor geral da Hub Prepaid

PayPaxx e Vale Presente apostam no aumento da demanda de cartões pré-pagos a partir das mudanças trazidas pela Lei

O Grupo Hub Prepaid, fintech líder em tecnologia e negócios em meios de pagamento do Brasil, está apostando nas mudanças da Reforma Trabalhista, que acabam de entrar em vigor, para dobrar as vendas de soluções e serviços oferecidos por duas de suas empresas, a Vale Presente, pioneira no segmento de incentivo e premiação no Brasil, e a PayPaxx, especializada em soluções de pagamentos corporativos. 

A aposta do Grupo é a alteração da regra que envolve a parte de benefícios e/ou prêmios pagos pelas empresas aos funcionários em razão de desempenho/resultados, passando a isentá-los de encargos trabalhistas e previdenciários “Entendo que legislação estabelece regras onde não existia uma segurança. Antes, esses prêmios não deixavam claros os critérios de encargos trabalhistas e previdenciários, o que limitava muito as opções tanto para quem paga, quanto para quem recebe”, afirma Alexandre Brito, diretor geral da Hub Prepaid. 

“A mudança equipara o Brasil aos países de Primeiro Mundo, que, há mais de três décadas, já possibilitam que as empresas premiem seus funcionários, isentando-as dos encargos previdenciários e trabalhistas. Acreditamos que, assim como nos países que implementaram esta medida, a nova legislação irá gerar um aumento da produtividade como um todo”, acrescenta o executivo. 

Ele comenta como será o impacto na Vale Presente: “Hoje, mais de cinco mil clientes utilizam nossas soluções para premiar e incentivar os funcionários, mas este número vai crescer exponencialmente a partir da Reforma Trabalhista, pois as empresas vão precisar de produtos que ofereçam flexibilidade e agilidade aos processos de incentivo e premiação, dois pontos que consideramos diferenciais nossos”. 

Duas novas soluções 

Além das ofertas já existentes, para aproveitar ainda mais a demanda trazida pela Reforma Trabalhista, a Vale Presente acaba de anunciar o lançamento de mais duas soluções de meio de pagamento, uma para aplicativos de pedágio, postos de gasolina e estacionamento, e outra para Bem Estar, que inclui uso em Spas. “Serão dois produtos que também vão contribuir ainda mais com o leque de benefícios que as empresas podem oferecer em forma de cartão pré-pago”, diz Brito. 

Segundo o executivo, atualmente, a penetração dos cartões pré-pagos no mercado de marketing de incentivo corresponde a R$ 1,3 bilhão e a estimativa é que, com a nova Lei em vigor, esse valor dobre. “Este setor corresponde, aproximadamente, a R$ 4,5 bilhões, e, considerando o impulso trazido pela Lei, esse número pode chegar a mais de R$ 5 bilhões em 2018. É um aumento muito significativo para a economia brasileira, pois, quando premiamos um colaborador com um valor que ele pode gastar na compra de produtos e serviços, estamos ajudando a movimentar a economia”, explica. 

Outra empresa do Grupo, a PayPaxx, também será impactada de forma positiva, já que a ajuda de custo oferecida pelas empresas aos funcionários passou a ser isenta de tributação. “Com isso, esperamos um crescimento da demanda por nossa oferta de benefícios”, assinala o diretor, referindo-se aos cartões pré-pagos que permitem que a empresa conceda o cartão segmentado por tipo de estabelecimento conforme o benefício oferecido, como auxilio combustível ou viagem, modernizando a gestão das despesas corporativas.

]]>
Cartões Sun, 03 Dec 2017 00:00:00 +0000
Banrisul anuncia acordo com a bandeira de cartões Elo http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6141-banrisul-anuncia-acordo-com-a-bandeira-de-cartoes-elo http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6141-banrisul-anuncia-acordo-com-a-bandeira-de-cartoes-elo Diretorias da Banrisul Cartões e da Elo realizaram transação simbólica na máquina da Vero

Plástico será aceito em mais de 130 mil terminais da Vero, instalados em mais de 100 mil estabelecimentos

O Banrisul anunciou, nessa quarta-feira (dia 22), em Porto Alegre, acordo com a bandeira de cartões Elo, que passará a ser aceita por todos os estabelecimentos credenciados à rede de adquirência Banrisul Vero, a partir da primeira quinzena de dezembro.

Para o presidente do banco, Luiz Gonzaga Mota, a nova parceria comercial da Vero está de acordo com a estratégia da Banrisul Cartões, empresa do Grupo Banrisul, em capturar os principais cartões de crédito e débito, atendendo a uma demanda crescente dos estabelecimentos credenciados, porque a Elo tem grande representatividade nacional. “A expectativa com o ingresso de mais esta bandeira é garantir o crescimento do faturamento da Banrisul Vero e manter os resultados projetados”, explica o executivo.

Segundo o presidente da Elo, Eduardo Chedid, a habilitação da Vero é um passo importante na estratégia de expansão da aceitação no País. “É um movimento natural frente ao crescimento da bandeira e que também está alinhado às exigências do Banco Central”, afirma.

Criada em 2013, a Banrisul Vero conta com mais de 130 mil terminais, instalados em mais de 100 mil estabelecimentos. Neste ano, até o mês de setembro, a Vero já capturou 194,7 milhões de transações, totalizando R$ 16,2 bilhões em volume financeiro transacionado com as bandeiras Visa, Mastercard, VerdeCard, Banricompras, BanriCard e VR Benefícios.

 

]]>
Cartões Wed, 22 Nov 2017 00:00:00 +0000
CSU amplia lucro líquido em 45%, somando R$ 10,7 milhões no 3T17 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6116-csu-amplia-lucro-liquido-em-45-somando-r-107-milhoes-no-3t17 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6116-csu-amplia-lucro-liquido-em-45-somando-r-107-milhoes-no-3t17 CSU amplia lucro líquido em 45%, somando R$ 10,7 milhões no 3T17

Base de cartões cadastrados na CSU.CardSystem ultrapassou 26 milhões de plásticos, superando seu patamar histórico pelo segundo trimestre consecutivo

A CSU, empresa líder no mercado brasileiro de prestação de serviços de alta tecnologia voltados ao consumo, relacionamento com clientes, processamento e transações eletrônicas, ampliou seu lucro líquido no terceiro trimestre de 2017 (3T17) em 44,6%, passando de R$ 7,4 milhões para R$ 10,7 milhões, na comparação com o mesmo período de 2016 (3T16). O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 26,2 milhões no 3T17, valor 21,7% maior que o registrado no 3T16.

Ainda no 3T17, a receita bruta da companhia foi de R$ 136,3 milhões, 10,0% superior ao 3T16. Já a receita líquida somou R$ 122,6 milhões, com alta de 9,2% em um ano.

Ricardo Ribeiro Leite, CFO da companhia, aponta a evolução dos indicadores financeiros como resultado da estratégia de diversificação da prestação de serviços, por meio de divisões de negócios distintas e sinérgicas, atrelada à conquista de novos clientes e investimentos em tecnologia e inovação.

"Optamos por investir em soluções diferenciadas, como a nossa plataforma CSU.Digital, voltada ao mercado brasileiro de cartões, oferecendo a melhor experiência para os clientes por meio de uma plataforma única, totalmente modular, para satisfazer as estratégias dos emissores. O projeto foi desenvolvido para instituições financeiras de todos os portes que tenham como meta o fornecimento de produtos e soluções que atendam às necessidades da geração digital. Já na CSU Contact, ofertamos cada vez mais produtos que envolvam a robotização e serviços de maior complexidade para um atendimento diferenciado aos nossos clientes", conclui o executivo.

Entre os destaques operacionais, estão a CardSystem, divisão de processamento e administração de meios eletrônicos de pagamento, e a MarketSystem, voltada a soluções para marketing de relacionamento e programas de fidelidade, responsável pela plataforma OPTe+.

Na CardSystem, a base de cartões cadastrados chegou a 26,1 milhões, ao fim do 3T17, o que representa um crescimento de 11,7% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, maior patamar histórico da companhia.

Já na MarketSystem, o OPTe+ também apresentou recorde no volume de resgates. O volume financeiro transacional do 3T17 foi de R$ 50,6 milhões, o maior já registrado pela Divisão e que significa um aumento de 22,3% em doze meses. O resultado é atribuído aos esforços dos patrocinadores de programas de fidelidade e das empresas coalizadoras em fomentar maiores volumes de resgates, à maior geração de pontos pelos programas com a retomada do consumo na economia, à ampliação da oferta de produtos para compra e resgate na plataforma com a implantação de novos parceiros comerciais, além de novo cliente conquistado em 2016.

Firmar parcerias importantes também faz parte da estratégia adotada pela Divisão especializada em infraestrutura de TI e serviços de gestão e terceirização de data center. A CSU ITS anunciou parcerias com players de Nuvem Pública como IBM Bluemix, Windows Azure e Oracle Cloud Platform, alinhando a oferta de cloud computing às demandas do mercado, associando as vantagens estratégicas geradas exclusivamente por um ambiente privado às condições de eficiência de custo - viabilizado por uma infraestrutura pública.

Na CSU.Contact, Unidade voltada a serviços de atendimento ao cliente, cobrança, back office e televendas, o foco continua em operações de alta complexidade. Para isso, a companhia investe em automação, robotização e meios digitais de atendimento. A unidade encerrou o 3T17 com uma média de 2.115 posições de atendimento (PA´s) faturadas, crescimento de 0,3% na comparação com o 2T17.

Para a Diretora de Relações com Investidores da CSU, Renata Oliva, a valorização das ações da companhia é consequência dos resultados que vêm sendo apresentados a cada trimestre. "Quando analisamos os resultados entregues nestes nove primeiros meses do ano frente o mesmo período de 2016, os crescimentos apresentados comprovam a capacidade da companhia em mitigar os efeitos negativos intrínsecos a términos de contratos, comum no mercado B2B, através da readequação de suas operações, diversificação dos seus negócios, conquista de novos clientes aliadas a um estrito controle de custos e despesas", comenta a executiva.

Ao fim do terceiro trimestre deste ano, as ações da CSU (CARD3) encerraram o pregão cotadas em R$ 10,95 por ação, um retorno de 153,9% em doze meses (ajustado por proventos), enquanto o Ibovespa e o Índice Small Cap registraram no mesmo período altas de 27,3% e 41,1%, respectivamente.

]]>
Cartões Sun, 12 Nov 2017 00:00:00 +0000
DMCard implanta ferramenta de CRM da Rede Farmaconde http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6085-dmcard-implanta-ferramenta-de-crm-da-rede-farmaconde http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6085-dmcard-implanta-ferramenta-de-crm-da-rede-farmaconde DMCard implanta ferramenta de CRM da Rede Farmaconde

Além de administrar cartões private label, empresa inicia trabalho de inteligência baseado no perfil dos clientes de seus parceiros

A DMCard é uma das líderes do segmento de administração de cartões de crédito de marca própria, o private label. Com histórico de uma companhia especializada no varejo, toda essa expertise também é aplicada em soluções de outras necessidades de seus parceiros, como a implantação e gestão estratégica de ferramentas de CRM. O mais novo usuário desse produto DMCard é a rede de farmácias Farmaconde, uma das maiores do país.

"A rede Farmaconde é um parceiro muito importante para a DMCard, pois foi com ela que inauguramos nossa entrada no segmento do varejo de farmácias. Agora, com a implantação do CRM, estamos inaugurando uma nova fase no relacionamento com esse mercado", explica Denis César Correia, diretor executivo da DMCard. "A partir de agora trazemos os holofotes para o trabalho de inteligência sobre o comportamento dos consumidores, que dará suporte em tomadas de decisões importantes que vão desde ações personalizadas para cada perfil de cliente, até a logística de organização das gôndolas e negociação com fornecedores", completa.

A Farmaconde é uma rede de farmácias com lojas espalhadas por 70 cidades do estado de São Paulo, totalizando 179 unidades. Todas elas emitem o cartão próprio "Cliente VIP Farmaconde" administrado pela DMCard, e a partir de agora passam a contar com ferramenta própria de CRM gerenciada pela empresa de São José dos Campos em todos os endereços.

A iniciativa tem como objetivo entregar a todos os gerentes das lojas informações sobre o hábito de compra de seus frequentadores, permitindo, assim, a criação de campanhas personalizadas e relevantes para os diferentes perfis de clientes existentes. Outras funcionalidades incluem a visualização dos melhores clientes, clientes fiéis ou clientes em abandono, plotagem dos clientes em mapas, segmentações por rentabilidade e/ou perfil e produtividade dos caixas no processo de identificação.

Essa ferramenta sanará uma grande dificuldade do varejo em geral que é o cliente entrar e sair da loja anônimo. A plataforma desenvolvida pela DMCard possibilita, através da coleta do CPF do cliente no check-out, o acompanhamento das compras ao longo do tempo, podendo criar um histórico de consumo e traçar um perfil de cada um dos clientes que se identificam. Depois, com esse histórico mapeado e estudado, um algoritmo pode direcionar ofertas exclusivas para aquele CPF.

Para o diretor financeiro da Farmaconde, Mario Muniz, a plataforma se soma a outras iniciativas de melhorias de gerenciamento, como a implantação de uma ferramenta de BI e o reforço de treinamento das equipes de loja. "O mercado está bem competitivo, e através dessas iniciativas buscamos entregar uma melhor experiência de compras para nossos clientes", comenta.

Carlos Kussler, gerente de CRM e Fidelidade da DMCard, comemora a implantação. Segundo ele, a tecnologia atual permite o uso de inteligência artificial para monitorar o comportamento dos clientes e melhorar o relacionamento. "Identificar o cliente no holofote é o primeiro passo. Depois, com a plataforma que desenvolvemos nos últimos dois anos, podemos realmente conhecer o cliente, identificar padrões e criar um relacionamento verdadeiramente relevante entre empresa e cliente. Além disso, conhecendo e monitorando esse histórico, conseguimos oferecer crédito para aqueles clientes desbancarizados ou em situação de inadimplência no mercado".

]]>
Cartões Tue, 31 Oct 2017 00:00:00 +0000
DMCard deve superar R$ 1 bi em vendas com cartões bem antes do fim de 2017 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6017-dmcard-deve-superar-r-1-bi-em-vendas-com-cartoes-bem-antes-do-fim-de-2017 http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6017-dmcard-deve-superar-r-1-bi-em-vendas-com-cartoes-bem-antes-do-fim-de-2017 DMCard deve superar R$ 1 bi em vendas com cartões bem antes do fim de 2017

Em 2016, a companhia ultrapassou a marca no final de dezembro. Neste ano, a expectativa é superar o valor já no fim de setembro.

A DMCard, administradora de cartões de crédito private label que é uma das líderes no setor supermercadista e de materiais de construção, se prepara para bater um novo recorde em 2017. A companhia deve fechar o terceiro trimestre do ano ultrapassando a marca de R$ 1 bilhão em movimentação nos cartões administrados por ela. O montante aponta para, mais uma vez, superar as expectativas previstas.

Os resultados consolidados do primeiro semestre deste ano já mostravam um crescimento de 33% quando comparado ao mesmo período de 2016. Número que indica uma clara aceleração, já que está acima da média de crescimento dos últimos cinco anos, que é de 30 %, e do ano passado, que foi de 23%.

As estatísticas da DMCard se destacam ainda mais considerando o cenário econômico brasileiro e o fato de no primeiro semestre deste ano o consumo no comércio em geral ter registrado uma queda de 1,5%, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

"Dados públicos mostram que nos últimos doze meses dois grandes bancos cortaram mais de oito milhões de cartões de clientes que eles julgam ser de maior risco. Para outros clientes, os cartões não foram cortados, mas tiveram seus limites reduzidos. Além disso, cerca de 2% das transações de cartões nos caixas são negadas pelos emissores por limite insuficiente, representando vendas perdidas pelos supermercados se eles não tiverem alternativas. Nesse cenário, aumentou mais ainda a procura por cartões próprios, tanto por parte de consumidores como por parte de varejistas", explica Denis César Correia, diretor executivo da DMCard.

]]>
Cartões Tue, 26 Sep 2017 00:00:00 +0000
Livelo e Alelo unem-se para incentivar e premiar funcionários de clientes http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6000-livelo-e-alelo-unem-se-para-incentivar-e-premiar-funcionarios-de-clientes http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/6000-livelo-e-alelo-unem-se-para-incentivar-e-premiar-funcionarios-de-clientes Raul Moreira, presidente da Alelo

Empresas do Grupo Elopar – do Banco do Brasil e Bradesco – expandem atuação em segmento que deve crescer com as mudanças recentes na legislação trabalhista

A Livelo, programa de fidelidade, e a Alelo, bandeira especializada em benefícios e gestão de despesas corporativas e líder na emissão de cartões premiação para empresas no Brasil – ambas companhias do Grupo Elopar, holding do Banco do Brasil e do Bradesco –, anunciam uma nova frente de negócios: a oferta de pontos Livelo para as empresas como forma de incentivo e premiação a seus funcionários.

Com a força da parceria das duas instituições do Grupo Elopar, o objetivo é utilizar inicialmente o relacionamento da Alelo junto à base de mais de 100 mil clientes corporativos de seus cartões de benefícios e despesas corporativas (alimentação, refeição, combustível, gestão de frotas, entre outros) para oferecer pontos Livelo.

Para as empresas-clientes, a principal vantagem está no valor e na liquidez que os pontos significam para o funcionário, além da liberdade de escolha que o programa de fidelidade oferece com opções de catálogo de produtos, itens relacionados a viagens e entretenimento. "A premiação com pontos gera uma percepção de valor mais alta por parte dos funcionários porque os pontos sempre vêm acompanhados por experiências e oportunidades com forte vínculo emocional", explica Alexandre Rappaport, presidente da Livelo.

Na Livelo, a concepção de um novo produto para oferecer pontos como forma de incentivo nasceu, principalmente, da necessidade de ter uma alternativa a modelos tradicionais, que envolvem, por exemplo, gestão de estoque ou distribuição de brindes mais complexas. Com a utilização de pontos Livelo, a aposta é na oferta de uma experiência 100% digital, com dinâmica de distribuição e escolha mais fáceis de gerir.

Já para a Alelo, essa união representa a ampliação de sua atuação no mercado de premiação, já consolidada pelo Alelo Premiação, cartão pré-pago utilizado para campanhas de incentivo ou promocionais. O movimento é fruto das mudanças recentes na legislação trabalhista, que conferem maior segurança jurídica às empresas, e às novas possibilidades de benefícios para o trabalhador. Com isso, a Alelo atende de forma mais completa às necessidades de seus clientes.

"As mudanças na legislação representam a mais nova fronteira de ampliação das possibilidades de benefícios a serem custeados pelos empregadores. E esta maior segurança jurídica pode finalmente trazer o conceito de premiação para o centro das discussões de gestão de pessoas. Nesse sentido, a premiação com pontos Livelo tem um potencial enorme", afirma Raul Moreira, presidente da Alelo.

Além deste novo produto da Livelo, que oferece pontos como forma de incentivo, as empresas parceiras também podem combinar o reconhecimento ao colaborador com o Alelo Premiação.

Os profissionais contemplados pelas empresas clientes vão encontrar na plataforma da Livelo mais de 700 mil opções de produtos e serviços, como itens de gastronomia, moda, lazer, entretenimento, itens para casa, eletrônicos, entre outros, além de uma agência de viagens online totalmente precificada em pontos na qual os colaboradores poderão emitir suas passagens e reservar hotéis diretamente na plataforma.

O incentivo de profissionais com premiação de pontos Livelo já foi utilizado, como parte do programa piloto da parceria, pelos acionistas das duas companhias e por outras empresas do Grupo Elopar.

]]>
Cartões Thu, 21 Sep 2017 00:00:00 +0000
NCR e PagSeguro apresentam soluções integradas http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/5902-ncr-e-pagseguro-apresentam-solucoes-integradas http://www.executivosfinanceiros.com.br/cartoes/5902-ncr-e-pagseguro-apresentam-solucoes-integradas NCR e PagSeguro apresentam soluções integradas

Parceria possibilitará pagamentos e recebimentos, com gestão de ponta a ponta

Durante o mês de agosto, a NCR Hospitality e o PagSeguro participam de diversos eventos pelo Brasil com um Road Show para apresentar soluções voltadas para o ponto de venda conectado com as tecnologias da NCR integradas às plataformas de pagamento do PagSeguro.

Os eventos começam com a Expo Agas em Porto Alegre, em seguida em São Paulo na Apas Next e logo depois no Latam Retail Show. Com um estande em cada evento, a NCR e o PagSeguro apresentarão soluções completas, seguras e flexíveis para o pagamento e recebimento de transações financeiras com as ferramentas necessárias para a gestão de ponta a ponta.

Há 81 anos no Brasil, a NCR vem acompanhando a evolução do mercado ofertando um amplo portfólio de soluções de tecnologia para melhorar a vida das pessoas, “sendo hoje o fornecedor melhor preparado para entregar a tecnologia adequada para as empresas atingirem seus objetivos de venda e também contribuírem com a mudança na maneira em que vivemos e interagimos agora e no futuro”, completa Luiz Bento, diretor da unidade de Hospitality da NCR no Brasil.

Junto com o PagSeguro, “garantimos mais possibilidades para as empresas realizarem suas operações por meio de uma plataforma completa em meios de pagamentos”, completa Bento.

O PagSeguro dispõe de serviços e produtos para pagamentos que atendem as diferentes necessidades do mercado. “Acompanhamos nossos clientes para entender exatamente o que ele precisa e superar suas expectativas com a entrega de soluções completas, no ambiente físico ou virtual”, diz Carol Corvalan, diretora do PagSeguro.

A executiva afirma que “o PagSeguro ampliou seu portfolio de soluções com base no conhecimento dos empreendedores para atendê-los com eficiência, sabendo exatamente onde e como contribuir para o seu crescimento no mercado”. 

Tecnologias integradas aos meios de pagamento

A tecnologia desenvolvida pela NCR atende desde micros a grandes empresas, sendo responsável pela automação de mais de 150 mil estabelecimentos em mais de 180 países. Junto com o PagSeguro, a companhia apresenta a integração perfeita para a gestão do comércio.

Ideal para micro e pequenas empresas, o NCR Colibri Darwin é uma solução para bares, quiosques, food trucks, e pequenos comércios administrarem os negócios por meio de um tablet. É um POS completo e integrado à plataforma de pagamentos do PagSeguro com as principais bandeiras de cartão de crédito ou débito, além de gerenciar as vendas e aprimorar a gestão financeira com uma tecnologia simples em um dispositivo que já faz parte do dia a dia dos brasileiros.

Seguindo a ideia de conectividade no ponto de venda, o aplicativo NCR Colibri Ped+ garante mais agilidade nas atividades dos garçons, principalmente no atendimento ao cliente. Com ele o garçom realiza todos os processos referentes ao atendimento: realiza o pedido no dispositivo e as informações já são encaminhadas para a produção na cozinha. Com a parceria com o PagSeguro, agora o garçom também fecha a conta e recebe o pagamento com cartão de crédito ou débito.

A integração do app aos meios de pagamento elimina uma série de processos que pode ser executada de uma vez só pelo garçom (desde o fechamento da conta até o pedido da maquininha para efetuar o pagamento), ganhando mais tempo para dedicar ao cliente.

“Estamos orgulhosos em apresentar nossas soluções integradas aos meios de pagamento do PagSeguro por todas as praças em que marcaremos presença no segundo semestre. Nossa parceria visa agregar valor aos negócios e facilitar a vida dos varejistas com soluções completas, inteligentes e seguras para impulsionar as vendas e o relacionamento com o cliente no ponto de venda”, diz Bento.

Durante os eventos deste mês, “a NCR e o PagSeguro se unem para entregar a melhor experiência com tecnologias simples e intuitivas, pois além de ajudar no atendimento também direciona o caminho do dinheiro do comprador até o vendedor, sempre com total segurança e flexibilidade nas transações”, conclui Carol Corvalan.

Confira os eventos de que as empresas participam para a demonstração destas e outras tecnologias inteligentes para o varejo nacional:

EXPO AGAS Data: 22 a 24/08 Horário: 12h às 21h Local: Centro de Eventos Fiergs – Av. Assis Brasil, 8787 - Porto Alegre, RS.

APAS NEXT Data: 29/08 Horário: 08h às 17h Local: Espaço APAS – Rua Pio XI, 1.200 - São Paulo, SP.

LATAM RETAIL SHOW Data: 29 a 31/08 Horário: 9h às 19h Local: Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333 - São Paulo, SP.

]]>
Cartões Tue, 22 Aug 2017 00:00:00 +0000