Menu

Cadastro Positivo pode mudar a cultura do mercado de crédito

Vander Nagata, superintendente de Informações sobre o Consumidor da Serasa Experian Vander Nagata, superintendente de Informações sobre o Consumidor da Serasa Experian

Número de adeptos do recurso mais do que dobrou em um ano

 

Avaliações de crédito mais justas, facilidade na aprovação de financiamentos, empréstimos e compras a prazo e melhores taxas e condições de pagamento. Essas são algumas das vantagens do Cadastro Positivo, banco de dados que registra a pontualidade no pagamento de contas do consumidor, referentes a crediários, financiamentos, água, luz, telefone e tevê a cabo. “Ao apresentar o histórico de compromissos, esse recurso aumenta o rigor na avaliação do risco de consumidores e empresas, reduzindo a inadimplência, permitindo a identificação de oportunidades de acordo com o perfil de cada cliente e prevenindo contra fraudes de roubo de identidade”, ressalta Vander Nagata, superintendente de Informações sobre o Consumidor da Serasa Experian.

De acordo com Nagata o número de adesões a esse recurso, implantado há dois anos no País, mais do que dobrou em um ano. Somente na Serasa o contingente de adeptos é de 2,2 milhões de pessoas. “Há um esforço dos birôs, dos bancos e das administradoras de consórcios para estabelecer processos robustos para captura de autorizações e tratamento dos dados dos históricos de crédito, visando oferecer ainda mais segurança às informações do consumidor”, argumenta.

Entretanto, a disseminação do Cadastro Positivo no País ainda esbarra em algumas dificuldades. Isso porque o recurso representa uma mudança de cultura em todo o mercado de crédito, tanto para as concedentes como para os consumidores, e tudo o que é novo exige um grande esforço de comunicação e tempo para reflexão e assimilação dos novos conceitos.

Na opinião de Nagata é necessário um processo intensivo, consistente e contínuo de transmissão de informação e conhecimento, visando à conscientização do consumidor e do mercado em geral, em relação aos benefícios do Cadastro Positivo. Isso, no entanto, demanda tempo e investimento. “A maioria das pessoas ainda desconhece o Cadastro Positivo. Não é uma tarefa fácil, dada à dimensão continental do nosso País, mas é preciso unir forças nessa direção”, destaca.

O consumidor pode aderir ao Cadastro Positivo nas agências da Serasa Experian, nas instituições bancárias ou nas empresas com as quais mantêm relação de crédito. Se for por meio do site da Serasa Experian, a autorização deve ser feita com o uso do Certificado Digital (www.cadastropositivo.com.br).

Caso o cidadão opte por ir a uma agência da Serasa Experian e fazer a adesão ao Cadastro Positivo, basta apresentar um documento de identidade com foto original ou cópia autenticada. Em um prazo de uma semana, o CPF já está incluído no cadastro.

A relação dos endereços das agências está no site da Serasa Experian (http://www.serasaconsumidor.com.br/atendimento/agencias/)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes