Menu

Operações de crédito no Brasil têm spread 7,5 vezes maior do que nos EUA, aponta Creditas

Operações de crédito no Brasil têm spread 7,5 vezes maior do que nos EUA, aponta Creditas

Diferença entre Selic e juros cobrados do consumidor é de 52,55 pontos percentuais. Spread norte-americano é de 6,95 p.p.

A diferença entre os juros cobrados em operações de crédito no Brasil e a taxa básica de juros Selic, o chamado spread de crédito, manteve-se em patamares elevados. De acordo com levantamento da plataforma digital de empréstimo com garantias Creditas, o spread médio de operações de crédito com recursos livres para a pessoa física encerrou o mês de maio (último mês de referência do Banco Central) em 52,55 pontos percentuais (p.p.) – 7,5 vezes maior que o spread praticado em mercados como dos Estados Unidos, onde essa diferença é de 6,95 p.p.

Entre os fatores que justificam os spreads altos estão a existência de poucos competidores, a pressão de processos ineficientes sobre os custos operacionais dos bancos e a popularidade de modalidades de crédito mais onerosas e de curto prazo, como cheque especial, empréstimo pessoal e cartão de crédito (financiado), que acabam comprometendo a renda das famílias, elevando assim o risco de inadimplência embutido nos juros.

Outro ponto importante nessa comparação é a baixa, ou a quase nula oferta por empréstimo com garantia no País. “No Brasil, a oferta de empréstimo com garantia é quase inexistente. Enquanto nos EUA os empréstimos originados nessa modalidade respondem por cerca de 5% das operações de crédito, no Brasil, estimamos que essa taxa esteja em 0,1%”, avalia Sergio Furio, fundador e CEO da Creditas.

Um exemplo da diferença nos perfis de endividamento entre os mercados de crédito dos dois países e o impacto da baixa participação de empréstimos de longo prazo, com alguma garantia envolvida, é a dívida por capita. “Enquanto no Brasil a média anual é de R$ 1.565 ou US$ 477,13, nos Estados Unidos é de R$ 40.256 ou US$ 12.273,17, uma dívida em torno de 25 vezes maior, porém com juros em média 10 vezes mais baixos”, afirma Furio.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes