Menu

Perda do grau de investimento pode aumentar ainda mais os preços

Professor Marcos Antonio de Andrade Professor Marcos Antonio de Andrade

Professor do Mackenzie critica a ineficiência do governo para aprovação do ajuste fiscal

 

A perda do grau de investimento do País na avaliação da Standard & Poor’s, comunicada na última quarta-feira, repercutiu negativamente no meio acadêmico. “Esta decisão prejudicará a captação de recursos financeiros pelo mercado brasileiro. Atualmente nossa capacidade não é boa. Esse cenário tende a piorar, o que poderá refletir nos custos de produção e, consequentemente, no aumento ainda mais dos preços”, argumenta Marcos Antonio de Andrade, professor de economia da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Segundo o professor, o rebaixamento da nota pode afugentar os investidores estrangeiros, principalmente alguns fundos de pensão internacional que exigem grau de investimento positivo para realizar qualquer tipo de aplicação ou investimento.

Na sua opinião alguns fatores pesaram na decisão da agência. “Entre eles estão a ineficiência do Governo para aprovação do ajuste fiscal, apresentação de déficit orçamentário para o exercício de 2016, instabilidade política e escândalos de corrupção”, analisa.

De acordo com o professor o problema do País não é técnico. Quer dizer não tem a ver somente com os indicadores econômicos. “A equipe econômica ‘está’ incompetente, porque oferece suporte a um governo que é incompetente sem apoio político. Tudo isso reflete em instabilidade política e econômica”, salienta. 

No seu entender para reverter o cenário atual da economia o primeiro passo é haver uma união entre os poderes Executivo e Legislativo, para que as medidas de ajuste econômico sejam aprovadas. Andrade afirma que o risco de outras agências, como a Moody’s e a Fitch, avaliarem o País negativamente é iminente. “Se isso ocorrer a situação vai piorar ainda mais, porque haverá uma fuga mais acentuada de capital estrangeiro, principalmente o destinado aos investimentos produtivos”, conclui o professor.  

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes