Crédito Rural

Itaú BBA


Clique na foto e veja a legenda

Área de crédito rural ganha agilidade com plataforma digital

Unificação de workflows em uma só ferramenta descomplica fluxos e facilita gestão

Rose Crespo

O Itaú BBA apostou na unificação dos workflows de crédito em uma só ferramenta para descomplicar o fluxo, controlar as esteiras de operação e torná-la totalmente digital. É a proposta iFlow do banco, que se destacou na categoria Crédito Rural do Prêmio efinance deste ano. Amigável e intuitivo para o usuário, o sistema promoveu a automação de todas as etapas de concessão de crédito, conferindo maior agilidade ao processo e redução de riscos operacionais.

O projeto fornece ferramentas de gestão para o dia a dia, além de indicadores em tempo real. Por resultar de desenvolvimento interno, o projeto pode ser adaptado às mudanças de produtos e processos. O iFlow produziu benefícios tanto internos quanto externos. Um exemplo é a possibilidade de localizar a operação no banco, independentemente da fase em que ela esteja.

Dessa forma, a instituição pode atender prontamente os questionamentos dos clientes e a área comercial tem acesso ao histórico completo de cada um deles. Ao controlar toda a jornada, o workflow possibilita agilizar seus trâmites e consequentemente aumentar a satisfação do cliente. Segundo Luis Cunha, diretor executivo do Itaú Unibanco, outro diferencial do iFlow está relacionado ao desenvolvimento inovador pela própria área usuária da ferramenta, alavancando a relação custo-benefício.

“O Itaú sempre está atento a oportunidades que possam resultar no aumento da satisfação de nossos clientes. A iniciativa está alinhada aos nossos objetivos de investir em inovações que tragam soluções com o desenvolvimento tecnológico focado no negócio”, afirmou Cunha.

Tempo de implantação curto

A equipe participou de vários brainstorms para o planejamento e definição de funcionalidades. Em apenas três meses, a arquitetura foi desenvolvida e implementada por um analista da área, com consultoria da área de processos, sem custo de TI. O processo envolveu testes e seguiu critérios rigorosos como segurança, simplicidade e eficiência. “Foi uma jornada complexa, que envolveu um intenso trabalho colaborativo com diversas áreas parceiras do qual nos orgulhamos muito”, observa o diretor executivo. Entre os pontos altos do iFlow, o sistema permite trabalhar em qualquer polo administrativo sem necessidade de carregar documentos físicos. Em uma única plataforma digital foram incluídos todos os checklists de procedimentos e documentos.

Pelo fluxo atual, o usuário envia e-mail solicitando informações e coloca o CNPJ na linha do assunto. Uma caixa específica recebe e entende o pedido e depois aciona o sistema. O iFlow encaminha o boletim com operações do CNPJ e status para o usuário. A plataforma dispõe de um controle automático de SLA que faz a distribuição prioritária das operações críticas. E permite ainda separar o custo unitário de cada operação contratada baseado no esforço e complexidade.

Para Luis Cunha, o prêmio é um reconhecimento ao trabalho da instituição, que sempre está focado na satisfação do cliente e na simplicidade operacional. “Acreditamos e investimos no uso da tecnologia como oportunidade para trazer soluções aos clientes e é gratificante quando alcançamos esse resultado. Ele só nos estimula ainda mais a concentrar esforços no aprimoramento de nossos produtos e serviços”, concluiu.