Home Broker

Banco do Brasil


Clique na foto e veja a legenda

BB moderniza plataforma de Home Broker com novo portal

Clientes podem interagir com maior agilidade, acessando informações e investimentos com poucos cliques

Maria Lúcia D’Urso

Apesar de seus 200 anos de existência, o Banco do Brasil não abre mão da inovação. Uma das iniciativas nesse sentido é a modernização total da Plataforma Home Broker, transformando-a no Novo Portal de Investimentos BB, projeto ganhador do Prêmio efinance 2017 na categoria Home Broker.

“Nesse novo espaço eletrônico, nossos clientes podem interagir de forma mais ágil, acessando diversas informações e investimentos em poucos cliques, seguindo os melhores padrões de mercado”, explica Fabio Castro Alves Ribeiro, gerente geral do Programa Transformação Tecnológica do Banco do Brasil.

Com um visual mais moderno, focado na experiência do usuário, o portal incorpora os produtos existentes no atual Home Broker - compra e venda de ações, renda fixa da Bovespa e calculadora de I.R. -, mais o Ouro Escritural e o Tesouro Direto, produtos que vêm ganhando importância junto aos investidores. “Além desses, já estamos desenvolvendo LCA, LCI, CDB, Fundos de Investimentos e Gestão de Portfólio Financeiro, este último inicialmente para clientes Private”, salienta Alves Ribeiro.

De acordo com o gerente geral do BB, o novo portal destaca-se não só pelo conteúdo como também pelas inovações tecnológicas. Entre elas está a utilização de aplicativos mobile nativos para iOS e Android, que proporcionam uma qualidade de apresentação, desempenho e usabilidade mais elevados nos diversos modelos de dispositivos móveis.

O executivo ressalta que um dos pontos fortes do portal é o acesso por meio de biometria à ferramenta para estes dispositivos. Assim, o investidor poderá acessar a plataforma de forma ágil e segura utilizando, para isso, a sua impressão digital. “Em versões futuras traremos novidades utilizando as tecnologias de sensor de pressão (3D touch) e smart watches”, argumenta ele.

O novo espaço de investimentos encontra-se, por enquanto, na fase de produção. Seu lançamento oficial está sendo conduzido pela Dimec junto às áreas de clientes e de comunicação. A primeira versão da plataforma Web entrou em piloto em meados de setembro de 2016. A plataforma Mobile iOS em novembro de 2016 e a Android em dezembro 2016.

Participantes do projeto

Na área de TI participaram desse projeto quatro funcionários do BB, quatro colaboradores da BBTS, um colaborador da Coopersystem e em torno de 21 colaboradores da Stefanini. O BB contou, no desenvolvimento deste produto, com o apoio das diretorias de Mercado de Capitais, Soluções Empresariais, Negócios Digitais e ainda Empréstimos e Financiamentos.

Alves Ribeiro acredita que com o novo Home Broker o banco atrairá a entrada de novos investidores em sua base de clientes. O intuito é também despertar o interesse pelo portal dos investidores já existentes. Hoje, o BB detém em torno de 26,5% da base de investidores pessoa física com custódia de ativos na BM&FBovespa. Este número representa aproximadamente 150 mil investidores com códigos habilitados e ativos custodiados no BB podendo realizar operações na Bolsa.

A base de clientes com códigos de investidor cadastrados no BB também é ampla. De acordo com o gerente geral, existem atualmente 845 mil clientes com código de investidor. Destes, 584 mil investidores em algum momento já realizaram operações em Bolsa pelo banco, estando com seus cadastros inativos. “Isso quer dizer que há um percentual significativo de clientes que podem voltar a operar conosco e gerar receitas para o BB”, conclui Alves Ribeiro.