Menu

Dzyon oferece solução para armazenamento de notas fiscais eletrônicas

Dzyon oferece solução para armazenamento de notas fiscais eletrônicas

Portal envia automaticamente as NF-es das empresas para servidores externos

 

Para atender à necessidade das empresas de automatizar o armazenamento de notas fiscais eletrônicas (NF-es), de modo a tornar estes documentos disponíveis sempre que preciso, a Dzyon criou um portal específico com esta finalidade, ao alcance todos os perfis de clientes.

Como se sabe, desde a entrada em vigor, em 2009, do novo dispositivo legal estipulando a obrigatoriedade da digitalização, um dos desafios colocados para os gestores das áreas contábil e de TI era o de cumprir a exigência da Receita, que dispõe sobre a guarda e disponibilidade das NF-es por um período de cinco anos a partir da data de geração da nota.

Contemplando esta demanda, a Dzyon, desenvolvedora brasileira de soluções para gestão empresarial, inaugurou um serviço de armazenamento remoto com transferência automatizada, e segura, das NF-es para um “data center” especialmente configurado para cumprir a nova legislação.

O portal permite a transmissão imediata dos arquivos XML, tanto das notas de saída como das de entrada, para um “database” instalado em um centro de dados. Os documentos, portanto, podem ser consultados a qualquer momento, com diversas opções de filtros (por datas, por fornecedor, por cliente, por tipo de operação, entre outras possibilidades) e de “downloads”. Ao mesmo tempo em que o arquivo é guardado, um e-mail é enviado automaticamente para o destinatário, anexando o XML, o que, desta maneira, atende a mais um dos requisitos da lei.

De acordo com Francine Nonaka, diretora de marketing da Dzyon (foto), o portal da desenvolvedora existe desde a entrada em vigor da nova legislação, a qual acabaria por originar entre as empresas uma enorme fonte de preocupação, pois a Receita pode solicitar os documentos a qualquer hora, do mesmo modo que requisitava anteriormente os arquivos em papel.

O fato de se tratar de arquivos digitais, explica ela, torna o manuseio mais complexo para os usuários: “Uma pessoa comum tem dificuldade de identificar em que consiste a nota, para qual cliente foi enviada, qual o seu valor, etc. E o fisco pode autuar uma empresa pedindo, por exemplo, as notas de um certo período, com somas acima de R$ 5 mil, emitidas para esta ou aquela companhia”.

A fim de dar conta destas necessidades, o portal embute uma série de serviços para facilitar a vida dos clientes e eliminar o trabalho manual. As NF-es ficam todas armazenadas em um “data center” externo, com backup online. “Nosso software faz com que a nota seja armazenada em um local e automaticamente seja enviada para um segundo ou terceiro servidor geograficamente separados. A mesma informação é sempre copiada”, descreve a executiva. O servidor principal localiza-se em um “data center” nos EUA, ficando os outros instalados na própria Dzyon e na Locaweb.

Entretanto, não obstante a importância destes procedimentos, a procura pela ferramenta ainda não decolou como se esperava, havendo hoje cerca de 100 clientes no portal. “Agora é que estamos sentindo uma demanda maior, que deverá crescer. As empresas já estão sendo notificadas pelo fisco para entregar as NF-es e não estão conseguindo fazê-lo”, relata Francine.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes