Menu

Kiik muda marca e amplia oferta de soluções para meios de pagamento

Kiik muda marca e amplia oferta de soluções para meios de pagamento

Conhecida pela inovação no segmento de pagamentos online com chatbot e app, a empresa passa a se chamar Paggi

Fundada em 2013, a KiiK, fintech de adquirência com base 100% mobile, conhecida no mercado pela inovação nos meios de pagamentos com chatbot e app, agora é Paggi, empresa de tecnologia que oferece soluções de pagamento em múltiplos meios de captura (físico por meio de máquina POS, mobile por meio de máquina mPOS, digital e e-commerce) para pessoas físicas e empresas, com diversos serviços para apoiar os empresários na gestão de seus negócios.

A tecnologia, sempre presente nas soluções da empresa, também vem embarcada nas soluções offline. A máquina POS da Paggi conta com integração direta com o sistema operacional e frente de caixa do cliente, possibilitando fazer consolidação de pagamentos, divisão de conta, CPF na nota fiscal, otimização de fechamento de caixa, entre outras funcionalidades.

“A mudança de marca vem atrelada ao novo posicionamento da empresa, de oferecer soluções para pagamentos em todos os meios, por isso o nome ‘Paggi’, que também tem mais aderência com o mercado em que atuamos. Investir em um novo meio de captura será bastante relevante para alavancar as operações da empresa”, explica Mauricio Valim, CEO da Paggi. “Outro ponto que nos leva a focar nos meios offline é que, apesar de termos uma tecnologia inovadora para pagamentos online, a cultura do pagamento ainda está bem enraizada nas máquinas - 90% das transações são feitas por elas. Agora passamos a oferecer todos os meios de captura de pagamentos com cartão, com uma solução completa de pagamentos integrados”, explica o executivo.

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), em 2016, o volume de transações nas modalidades crédito e débito foi de R$ 1,14 trilhão. Para 2017, a expectativa é de 6,5% de crescimento.

Um diferencial da Paggi é a possibilidade de o cliente personalizar a maquininha com a sua própria marca. O projeto piloto da mPOS da empresa está sendo feito junto à Easy Taxi, que disponibilizará algumas máquinas para teste com taxistas da base.  “Como a solução é encomendada pelo parceiro, nossas tecnologias tanto de POS, como mPOS, possibilitam a integração completa com os sistemas e aplicativos deles, permitindo que a cobrança seja realizada em seus ambientes, mas em nossas máquinas”, finaliza Valim.

A empresa, que já conta com mais de 400 estabelecimentos físicos credenciados na cidade de São Paulo, espera, com as novas soluções, ter mais de duas mil máquinas de POS e mPOS em uso até o final do ano, transacionando na casa dos R$ 70 milhões.

Soluções Paggi como meio de pagamento:

- E-commerce: oferece plataforma de pagamento completa, prática e segura para negócios de qualquer tamanho. Atua em todo o processo, desde a venda até a conciliação, aceitando os principais cartões de crédito. Também tem fácil integração, soluções de “Split de pagamento” e gestão financeira.

Conectado ao Telegram ou Facebook Messenger, o cliente inicia uma conversa com o estabelecimento como se estivesse falando com outra pessoa e efetua o pagamento por meio de uma conversa rápida, simples e natural.

- Aplicativo: funciona como uma carteira eletrônica. Basta baixar a Paggi no Android ou iOS, e cadastrar os cartões. No momento do pagamento, o usuário seleciona no aplicativo qual cartão deseja utilizar. Para finalizar a compra, basta aproximar o celular do QR Code gerado pelo estabelecimento ou selecionar o estabelecimento na lista dentro do app e a transação é realizada. Em seguida, o comprovante é emitido eletronicamente, podendo ser visualizado na tela do celular, e para o estabelecimento no portal Paggi.

- Captura POS: a solução integra e concilia as vendas com a automação comercial e ainda proporciona mobilidade na hora do pagamento. A Paggi disponibiliza dois modelos: o Paggi sem impressora de comprovante, que sai em torno de 12x R$ 40,00 e o Paggi com impressora de comprovante, que sai por 12x R$ 60,00. A grande diferença entre os terminais é a interface para operar as personalizações. Apesar da versão com impressora ser mais cara, ela oferece uma tela touch colorida e facilita agregar funções ao terminal. Já a versão sem impressora é mais prática, integra com os sistemas, mas oferece menos recursos de interface para as funções adicionais aos pagamentos. Ambos os modelos também estarão disponíveis sem personalizações e integrações também. Por meio dessas máquinas, será possível, por exemplo, dividir o valor da conta entre duas ou mais pessoas, incluir o CPF na nota, enviar comprovante por mensagem SMS e otimizar o fechamento do caixa.

- Captura m-POS: A m-POS opera sempre vinculado a outro dispositivo através de conexão bluetooth, normalmente um smartphone ou tablet. O diferencial da Paggi Mini é oferecer não só a integração de pagamentos online para empresas de aplicativos mas também a integração de máquinas de cartão, deixando apenas os pagamentos em dinheiro “e fora” do aplicativo. Sabemos que a adesão a pagamentos mobile ainda deixa muita gente ainda desconfortável e por isso estamos investindo nesse novo produto. A princípio, a Paggi aceita as bandeiras Visa e Mastercard. A maquininha m-POS sai em torno de 12x R$ 20,00.


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo
Info for bonus Review William Hill here.

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes