Menu

G&D lança processadora portátil de cédulas para casas de câmbio

G&D lança processadora portátil de cédulas para casas de câmbio

Equipamento tem capacidade de contagem e validação de até 1.500 notas por minuto

A Giesecke & Devrient Brasil, empresa do grupo G&D, fornecedor mundial de tecnologia de processamento de cédulas, anuncia a liberação da processadora compacta de mesa, BPD C1. Voltada para o mercado de casas de câmbio, a máquina tem capacidade de contagem e validação de até 1.500 cédulas por minuto.

Projetada para uso em pequenos espaços, a BPS C1 tem como finalidade contribuir para que as casas de câmbio possam processar e validar as notas de papel moeda de vários países utilizadas no mercado de Câmbio e Comércio Exterior.  A BPS C1 permite  a configuração personalizada e oferece dois compartimentos de saída: um para triagem e outro para rejeitos, que podem ser totalmente integrados aos fluxos de trabalho.

As notas podem ser verificadas quanto à sua autenticidade (magnetismo, UV, IR), bem como por suas características físicas, incluindo a verificação de sujidade. A BPS C1 também pode classificar cédulas por sua denominação, série, emissão e orientação, incluindo até 10 tipos de moedas estrangeiras e ainda pode ler os números de série e códigos de barras. Também realiza o processamento de tíquetes e ingressos, atendendo ao comércio varejista, de entretenimento e grandes eventos.

“Nosso objetivo é proporcionar às empresas que atuam neste mercado a comodidade oferecida por uma tecnologia capaz de processar quaisquer quantidades e variedades de papel moeda de vários países. A BPS C1 possui sensores customizados para identificar a validade de mais moedas estrangeiras”, comenta Hélio Minoru Inoue, gerente de Negócios da G&D Brasil. “A BPS C1 garante baixos custos de processamento de numerário e elimina o trabalho manual de autenticação de notas e a classificação de cédulas para recarga de cassetes de ATMs”,

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes