Logo
Imprimir esta página

Empresas brasileiras captam R$ 14,1 bilhões no exterior em janeiro

José Eduardo Laloni, diretor da Anbima José Eduardo Laloni, diretor da Anbima

Cenário de elevada liquidez, juros baixos nos Estados Unidos e queda na percepção de risco do Brasil aumentou apetite das empresas

As empresas brasileiras captaram R$ 14,1 bilhões (US$ 4,4 bilhões) no mercado externo ao longo de janeiro, com queda de 15% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com boletim da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), apesar do recuo, o número de operações dobrou: foram três no primeiro mês de 2017 e seis neste ano, que se concentraram em títulos de renda fixa emitidos pelo Tesouro Nacional e por empresas dos segmentos de transporte e logística, alimentos e bebidas e assistência médica.

"O cenário de elevado grau de liquidez, de juros baixos nos Estados Unidos e de queda na percepção de risco do Brasil contribuiu para o apetite das empresas por ativos do exterior. Já contabilizamos outras quatro ofertas, que saíram no início de fevereiro, somando US$ 3,4 bilhões", afirma José Eduardo Laloni, diretor da Anbima.

No mercado local, a captação das companhias em janeiro foi de R$ 3,1 bilhões, com queda de 76% na comparação ao mesmo mês do ano passado. Os ativos mais utilizados pelas empresas foram as debêntures, que movimentaram R$ 2,6 bilhões em quatro operações dos setores de energia elétrica, assistência médica e comunicação.

Também se destacaram no período as captações por Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs), que levantaram R$ 515 milhões. O instrumento contou ainda com forte interesse das pessoas físicas, responsáveis por 73,1% das subscrições no período. As operações com FIDCs e CRIs somaram R$ 15 milhões e R$ 21 milhões em janeiro, respectivamente. Não foram realizadas emissões com os demais instrumentos do mercado de capitais no mês.

Confira o boletim completo no site da ANBIMA.

Joomla SEO by MijoSEF
© Executivos Financeiros Todos os direitos reservados.