Logo
Imprimir esta página

Nova fraude online arrecada US$ 75 milhões em Hong Kong

Predator Pain e Limitless são usados para atacar e-mails corporativos. Predator Pain e Limitless são usados para atacar e-mails corporativos.

Predator Pain e Limitless são usados para atacar e-mails corporativos.

Um tipo diferente de fraude online, difícil de ser detectada, está ganhando espaço nos últimos tempos. A falcatrua é realizada por keyloggers simples e semi prontos, conhecidos como Predator Pain e Limitless, usados para atacar e-mails corporativos. As informações são da Trend Micro, especializada em segurança na era da nuvem.

Este tipo de fraude vem provocando prejuízos. O Bureau de Crimes Comerciais da Polícia de Hong Kong estima que esse delito já arrecadou cerca de 75 milhões de dólares no primeiro semestre deste ano, somente em Hong Kong. Isso significa que em seis meses, em uma única cidade, os cibercriminosos já igualaram as fraudes atuais a todas as perdas causadas pelo Zeus/ZBOT – uma das mais comentadas famílias de malware - até o presente.

Um estudo da Trend Micro intitulado “Predator Pain e Limitless: Quando o cibercrime se transforma em ciberespionagem” traz conclusões sobre as ferramentas utilizadas pelos cibercriminosos para atacar com esses dois malwares, bem como o que se sabe sobre os ataques que estão sendo realizadas com elas.

Ao contrário do Zeus, o Predator Pain e o Limitless são relativamente simples keyloggers. Eles, indiscriminadamente, roubam credenciais na internet de clientes de e-mail, bem como capturam as teclas digitadas e imagens da tela. O resultado é legível para humanos, o que é positivo no gerenciamento de apenas algumas máquinas infectadas, mas não é escalável quando há um grande número de máquinas infectadas e registros envolvidos.

 

Joomla SEO by MijoSEF
© Executivos Financeiros Todos os direitos reservados.