Logo
Imprimir esta página

FTI Consulting investe em estrutura local para apoiar serviços de tecnologia forense

Da FTI (esquerda para direita), Regis Pereira, Senior Director,;David Turner, Senior Managing Director; Cynthia Catlett, Senior Managing Director e Anthony Ferrante: Senior Managing Director. Da FTI (esquerda para direita), Regis Pereira, Senior Director,;David Turner, Senior Managing Director; Cynthia Catlett, Senior Managing Director e Anthony Ferrante: Senior Managing Director.

Consultoria visa atender demanda por gestão de riscos de fraude, corrupção e cibersegurança

Serviços de tecnologia forense baseados no Brasil. É o anúncio da consultoria de negócios global FTI Consulting, que investiu pesado para montar uma infraestrutura física de suporte ao seu portfólio de soluções. O objetivo desse investimento é atender a crescente demanda dos clientes por gestão de risco de fraude e de corrupção, além de contemplar necessidades preventivas e reativas de segurança cibernética. Sem revelar o montante do desembolso feito, a FTI diz que a coleta, processamento e hosting dos dados são hospedados na nuvem a partir de um datacenter local.

“Atendemos à necessidade dos clientes que preferem ter um acesso local às suas informações. Outro ponto importante é que vamos possibilitar o engajamento de profissionais altamente especializados em Data & Analytics e segurança cibernética”, assinala Cynthia Catlett, diretora sênior da FTI Consulting Brasil.

A ideia é ampliar o leque de serviços para combater fraudes, corrupção e lavagem de dinheiro, cuja demanda não para de crescer com os sucessivos desdobramentos da Operação Lava-Jato. Com quase cinco mil colaboradores em 28 países, a consultoria registrou faturamento de cerca de US$ 2 bilhões no ano fiscal de 2017.

Data & Analytics

Em uma das frentes, a oferta da FTI visa agilizar a investigação eletrônica. Gerenciar grandes volumes de dados é crucial para empresas que têm de responder por questões regulatórias ou responsabilidades legais, além de combater ameaças digitais.

Por isso, produtos e serviços para o segmento movimentam perto de US$ 3 bilhões e poderão superar os US$ 8 bilhões até 2023 na América Latina, segundo a Frost & Sullivan.

“Analisar dados para identificar transações específicas em determinados casos ou para combater fraudes é crucial. É importante agregar mais inteligência ao processo, com novas tecnologias que ajudem a entender esta complexidade”, explica David Turner, senior managing diretor da FTI Consulting e especialista na análise de dados complexos.

Garantir a segurança nos ambientes virtuais exige que a empresa entenda seu próprio ambiente e invista na implementação de métodos, processos e ferramentas. Nesse cenário, um dos pontos críticos é o avanço da Internet das Coisas.

Segundo a Juniper Research, o total de sensores e dispositivos conectados poderá chegar a chegar a 50 bilhões até 2022. “Medidas preventivas são adotadas em todos os setores, visando reduzir vulnerabilidades do ambiente conectado”, diz Anthony Ferrante, líder global de cybersecurity e ex-integrante do governo americano.

Plataforma online

Outro segmento em que a FTI atua é o e-discovery, que abrange todas as etapas do processo de revisão de dados. O pacote da consultoria inclui softwares avançados e equipes especializadas na revisão de processos para colaborar com o advogado externo. A empresa dispõe de soluções próprias e de parceiros, como Oracle e Microsoft, entre outros.

Em parceria com a Relativity, ela oferece uma plataforma online para a revisão, análise e produção laboral. Trata-se de um produto global que automatiza o fluxo de trabalho, além de fornecer ferramentas visuais para a análise dos dados.

O portfólio inclui também o software próprio Ringtail e-Discovery, com capacidade de armazenamento e hospedagem em grande escala e alta segurança. “O diferencial é que ele permite a busca específica e facilita o acesso às informações pelos escritórios e clientes”, ressalta Régis Pereira, senior diretor da FTI.

“Nossas soluções identificam e classificam de forma proativa as ameaças e, por meio de plataformas personalizadas de inteligência, permitem detectar anomalias e respondê-las”, detalha Cynthia Catlett.

O serviço inclui todas as etapas do processo, como planejamento, análise, mitigação e refinamentos do sistema. Abrange ainda a gestão de reputação e da recuperação da operação.

A executiva será responsável pela coordenação dos novos serviços, com a participação do especialista em cibersegurança, Anthony Ferrante, que prestou serviços ao FBI e à Casa Branca; e de David Turner, que lidera a prática de Data & Analytics.

 

Joomla SEO by MijoSEF
Template Design © Joomla Templates GavickPro. All rights reserved.