Logo
Imprimir esta página

Inadimplência do consumidor tem alta de 14,2% em outubro

Inadimplência do consumidor tem alta de 14,2% em outubro

Elevação é reflexo da conjuntura econômica mais adversa, revela Serasa.

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor registrou alta de 14,2% em outubro de 2014 em relação ao mesmo mês de 2013. No acumulado de janeiro a outubro de 2014, a inadimplência fechou com elevação de 5,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com setembro deste ano, houve queda de 1,0%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a alta de 14,2% da inadimplência em sua comparação anual reflete a conjuntura econômica mais adversa deste ano, marcada por juros mais altos e inflação elevada. Já a retração na margem, isto é, a queda de 1,0% frente a setembro (o terceiro recuo mensal consecutivo) reflete a maior cautela dos consumidores nestes últimos meses em assumir novos endividamentos, priorizando a quitação de dívidas.

Na decomposição do indicador, a modalidade de dívidas não bancárias (junto aos cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) puxou a queda mensal, com variação negativa de 3,7% e contribuição negativa de 1,6 p.p. Já a inadimplência com os bancos, os títulos protestados e os cheques sem fundos tiveram alta de 0,5%, 10,4% e 4,3% e contribuíram com 0,2 p.p., 0,2 p.p. e 0,3 p.p., respectivamente.

O valor médio da inadimplência com os bancos apresentou queda de 4,7% nos primeiros dez meses de 2014 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já as dívidas não bancárias, os cheques sem fundos e os títulos protestados tiveram alta de 15,7%, 5,9% e 3,1%, respectivamente.

 

Joomla SEO by MijoSEF
© Executivos Financeiros Todos os direitos reservados.