Menu

Operações online ainda geram medo nos internautas

Operações online ainda geram medo nos internautas

Metade dos usuários acredita que visitar a agência bancária é mais seguro que realizar transações online

De acordo com uma pesquisa realizada pela Kaspersky Lab - provedora de soluções de Proteção de Endpoint - e pela B2B International, mais da metade dos internautas acredita que os pagamentos realizados de forma offline são mais confiáveis do que os feitos online. Apesar do medo, no entanto, a maioria das pessoas realiza pagamentos online, mas muitas falham em tomar medidas básicas de segurança e, assim, colocam seu dinheiro e a reputação dos bancos em risco.

A pesquisa mostra que um número significativo de usuários (49%) se sentem vulneráveis ao realizar transações financeiras online. Além disso, metade (54%) acredita que os pagamentos realizados de forma offline são mais confiáveis do que os online, e 46% concordaram que as tradicionais ‘bocas de caixa’ dos bancos são mais seguras do que suas plataformas digitais.

Ainda que sintam receio, a maioria dos usuários realiza pagamentos online: 79% dos entrevistados usam seus desktops ou laptops para pagamentos online; 52% usam seus tablets; e 45% usam seus smartphones. Além disso, 12% dos proprietários de Smart TVs admitiram já ter usado suas televisões para tais operações. Ainda de acordo com a pesquisa, 20% dos usuários não fazem nada para proteger seus dados financeiros online.

"Se os clientes seguirem optando pela tradicional ‘boca de caixa’ dos bancos por medo de serem vítimas de fraudes online, a adoção em grande escala de sistemas de pagamentos digitais e mobile será dificultada. Isso forçará os bancos a investir mais em outras plataformas. É por isso que, hoje em dia, é vital que os bancos invistam em tecnologia para garantir um ambiente online seguro para seus clientes. Isto encorajará os clientes mais tradicionais a adotarem os meios digitais e reduzirá o risco para os clientes descuidados", disse Ross Hogan, Diretor Global da Divisão de Prevenção de Fraudes da Kaspersky Lab.

Uma das maneiras mais fáceis que os criminosos encontraram para invadir contas bancárias online é se passar por proprietários da conta. Isto pode ser feito obtendo informações da conta ou criando páginas de phishing que levam os usuários a inserir seus logins e senhas. Outro caminho é interceptar dados de usuários com um trojan bancário que invade o computador quando eles entram em páginas legítimas do banco. Computadores tradicionais e dispositivos móveis são vulneráveis a estes ataques.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes