Menu

Banco Inter comemora um ano de IPO com recorde de valorização na Bolsa

Banco Inter comemora um ano de IPO com recorde de valorização na Bolsa

Em um ano, valorização das ações chegou a 246%, com os papéis valendo R$ 64 na cotação da última segunda-feira

Um ano depois de abrir o capital na B3 com uma oferta inicial de R$ 18,50 por ação, o Banco Inter, único banco brasileiro que combina uma conta completa, 100% digital e gratuita, acumula uma valorização recorde de 246% na Bolsa, com os papeis valendo R$ 64 na cotação da última segunda-feira (29/04).

 Desde o IPO, o número de correntistas do banco digital registrou alta de 273%, passando de 536 mil para mais de 2 milhões. Além disso, o número de clientes que investem por meio da Plataforma Aberta Inter (PAI) cresceu 238%, passando de pouco mais de 52 mil para mais de 176 mil.

 Com o desempenho, o Banco Inter entrou nos índices da B3, IBrA, IG, ITAG, IGCT e IFNC, que medem o retorno dos papéis e atestam os níveis de governança das empresas listadas. Em 19 de março deste ano, a instituição atingiu R$ 80,5 milhões em volume negociado na Bolsa.

 De acordo com o CEO, João Vitor Menin, o desempenho das ações está diretamente ligado à proposta de valor do banco. “Os acionistas estão acompanhando o nosso crescimento e investindo no projeto”, explica. “Nossa proposta de valor é muito forte. As pessoas usam, gostam e recomendam. Hoje, nós temos 2 milhões de propagadores do produto. Isso nos leva a crer que podemos continuar crescendo no mesmo ritmo”, complementa.

 No primeiro trimestre do ano, o Net Promoter Score (NPS) do Banco Inter, que avalia a satisfação dos clientes, foi de 71 pontos, o maior do mercado financeiro.

 O balanço de resultados do primeiro trimestre de 2019 será feio no dia 8 de maio, após o fechamento do mercado. No dia 9, a instituição realizará uma teleconferência aberta aos clientes e acionistas para esclarecer dúvidas. O acesso pode ser feito pelo site ri.bancointer.com.br.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes