Menu

Seleção de provedores de BPO tem de seguir critérios rigorosos

Seleção de provedores de BPO tem de seguir critérios rigorosos

Cultura, identificação com o perfil do cliente e metodologia têm de ser avaliadas

Uma empresa deve usar de muita cautela no momento de selecionar um “outsourcer” e de implementar projetos nas áreas de BPO (Business Process Outsourcing) ou de KPO (Knowledge Process Outsoucing), sob pena de colocar em risco a governança e a saúde de seus negócios.

Em meio aos parâmetros de avaliação a serem empregados no processo de escolha, Sebastian Funes, gerente geral da Bosch Service Solutions no Brasil, pondera que “é muito importante conhecer o perfil do provedor para entender se ele possui a cultura, a identificação e a competência para realizar a terceirização em questão”.

Além de se checar estes itens críticos e examinar a melhor solução técnica apresentada, prossegue ele, deve-se esclarecer como se darão a transição e a implantação dos projetos – considerando-se a metodologia, as atividades, o cronograma com etapas e os recursos pré-definidos – e quais planos de ação e mapeamento de riscos estão previstos, para se reduzir ao mínimo os possíveis impactos.

O entrevistado preconiza ainda um outro requisito: “É preciso que haja sinergia entre as empresas, além de reuniões periódicas para alinhamento dos processos e das responsabilidades, a fim de que as mudanças sejam efetivadas com eficácia e a entrega pós-implementação traga os resultados esperados”.

No esforço de supervisão dos trabalhos, as reuniões têm de ser acompanhadas por todas as áreas da organização cliente que irão receber os serviços, contemplando-se itens como análises de resultados, planos e sugestões de melhorias, soluções, “benchmarking” e alinhamento estratégico.

Por fim, Funes menciona a importância de se adotar ferramentas tecnológicas específicas, como as utilizadas pela própria Bosch, capazes de prover monitoramento dos processos, das atividades e dos resultados derivados da contratação de serviços

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes