Infraestrutura

Até 2020, volume de dados crescerá 50 vezes


Estimativa foi feita pelo SAS

10 de Janeiro de 2013

A quantidade de informação em âmbito global dobra a cada dois anos e aprevisão até 2020 é que os dados armazenados aumentem 50 vezes, segundo estimativas do SAS, especializado em soluções e serviços de inteligência analítica.

"O fenômeno Big Data criou uma nova corrida do ouro, onde o ganhador será aquele que souber tirar maior proveito desse grande volume de informações. Nesse contexto, queremos que nossos clientes façam perguntas mais interessantes para seus dados e, com o HPA, eles podem facilmente executar o processo analítico com centenas de bilhões de observações", afirma Jim Davis, vice-presidente sênior e diretor de marketing da companhia.

Um processador é capaz de fazer até 2 bilhões de cálculos por segundo, por isso o SAS focou em uma maneira de utilizar diversos processadores em paralelo para diminuir o tempo de análise. “Chamamos isso de análise in-memory, e ela permite cortar, por exemplo, o tempo de um processamento de 200 trilhões de cálculos que durava 18 horas para 15 minutos. Independentemente do volume de dados, complexidade de análise ou tamanho da empresa, visamos ajudar as organizações a descobrir insights de negócios, pois nem todas as organizações têm grandes volumes de dados, mas todas elas enfrentam importantes problemas de negócio”, conclui Davis.

Neste cenário, a companhia foi nomeada pelo Forrester como líder em soluções de análises de Big Data, destacando que a capacidade de análises preditivas da empresa pode direcionar a inovação nos negócios, segundo o relatório The Forrester Wave: Big Data Predictive Analytics Solutions.
 

 

 

    ENVIAR COMENTÁRIO

Você precisa estar logado para comentar a notícia. para logar ou cadastre-se aqui.
  • COMENTÁRIOS
  • (0)