Tecnologia da Informação

Big Data: como escolher o provedor certo?


Competências em captura e storage são ponto de partida

Por: Irineu Uehara em 12 de Dezembro de 2013

No momento de se selecionar uma solução de Big Data, entre as várias que já estão disponíveis na praça, é necessário levar em consideração uma série de requisitos, que vão desde a posse de competências específicas até a capacidade de execução e entrega.

Conforme pondera Marcos Pichatelli, gerente de produtos de High-Performance Analytics do SAS Brasil, alguns fornecedores de hardware e de bancos de dados, por exemplo, conquistaram sólidas posições no mercado através do contínuo trabalho de pesquisa e desenvolvimento, atentos às necessidades dos clientes e às inovações tecnológicas.

Em meio a este universo, preconiza ele, é essencial discriminar com critério quem são os “players” mais aptos. “Se os clientes são os ativos mais importantes de uma empresa, os dados estão seguramente na posição seguinte”, observa. Portanto, no momento de escolher a quem confiar as informações, é fundamental examinar as capacitações e a expertise dos eventuais provedores na captura, movimentação e guarda de dados.

Entretanto, salienta Pichatelli, pilhas de dados armazenados com eficiência não possuem, em si mesmas, muito valor: “Sobre essa infraestrutura, é preciso aplicar competências específicas de capacidade analítica”. Neste particular, segundo ele, o SAS está muito bem posicionado, atuando no setor ao longo de quase quatro décadas.

A empresa, situa o gerente, abraçou as inovações do Big Data como uma prioridade estratégica. Para tanto, oferta uma extensa linha de produtos, incluindo visualização de dados in-memory e análise estatística avançada dentro de ‘appliances’ de alta performance, também através de distribuições Hadoop.

    ENVIAR COMENTÁRIO

Você precisa estar logado para comentar a notícia. para logar ou cadastre-se aqui.
  • COMENTÁRIOS
  • (0)