Tecnologia da Informação

Big Data facilita gestão de riscos e compliance


Benefícios incluem redução de custos com aderência regulatória

16 de Dezembro de 2013

Na área de governança, ao prefigurar um avanço em relação às soluções tradicionais de BI e de BPM, o Big Data poderá aportar maior granularidade, abrangência e precisão aos processos de gerenciamento de riscos, rastreamento e auditoria, inerentes aos esforços de “compliance” frente aos requisitos de órgãos reguladores.

A propósito, Renato Fiorini, líder da prática de Risco do SAS Brasil, faz um breve apanhado, para o portal de Executivos Financeiros, dos principais benefícios trazidos aos bancos pelo processamento analítico das montanhas de dados. Ele pondera, antes de mais nada, que o emprego destas novas ferramentas possibilita redução dos custos de aderência regulatória e a agilização dos mecanismos de gestão. Mais detalhadamente, o especialista destaca as seguintes vantagens:

1-Menores gastos para armazenar os históricos de dados exigidos pelo Acordo da Basileia. O Big Data trouxe à tona a possibilidade de se guardar informações críticas em hardware de custo reduzido, no qual a alta disponibilidade é garantida via software.

2-Rastreabilidade integrada. A tecnologia Big Data propicia a visualização de tabelas e dados de múltiplos sistemas a partir de uma única plataforma. Desta maneira, consegue armazenar informações menos acessadas em bancos de dados mais baratos com menor performance e vice-versa. Encontra, assim, o ponto ótimo entre custo e performance por tipo de dado. Esta mesma funcionalidade ajuda na governança, pois possibilita avaliar o impacto de alterações nos dados dos sistemas legados em todos os sistemas consumidores.

3-Desenvolvimento automatizado de modelos regulatórios para segmentos não representativos. Com uma massa maior de dados à disposição, a tecnologia Big Data permite que um banco utilize algoritmos automáticos para desenvolver modelos regulatórios a fim de cobrir portfólios menos significativos. Ela possibilita, desse modo, alocar os estatísticos para o desenvolvimento de modelos com o intuito de cobrir somente os segmentos mais nobres e ainda assim ter sua carteira devidamente modelada do ponto de vista regulatório.

4-Processos de documentação automatizada. Os softwares de Big Data permitem realizar a documentação de modelos de processos de maneira automática (ou quase automática), reduzindo o esforço para manter a governança e oferecendo flexibilidade aos usuários.

    ENVIAR COMENTÁRIO

Você precisa estar logado para comentar a notícia. para logar ou cadastre-se aqui.
  • COMENTÁRIOS
  • (0)