Segurança

Com a democratização da TI, conceito de “perímetro de segurança” deve ser revisto


Hoje são necessários muito mais processos de controle e maior entendimento dos riscos

Por: Irineu Uehara em 30 de Julho de 2014

A antiga ideia de “perímetro de segurança” não mais se sustenta quando se trata de defender os ambientes corporativos atuais das ameaças constantes às aplicações e aos dados. A avassaladora difusão da tecnologia na sociedade requer novas e pró-ativas proteções, o que desafia a engenhosidade e a criatividade dos CSOs (Chief Security Officers).

“O conceito de ‘perímetro’ fazia sentido quando a informática era atribuição da área de TI e somente os especialistas operavam o computador. Hoje em dia, a tecnologia está acessível a todos: funcionários, clientes, futuros clientes, prestadores de serviços e governo, entre outros intervenientes”, observa Alberto Fávero, sócio da área de investigação de fraudes da EY (nova marca da Ernst & Young).

É claro, ressalva o entrevistado, que ainda cabe delimitar segmentos específicos das redes e da infraestrutura de TI. Porém, ele enfatiza que o perímetro protegido, por si próprio, não irá garantir a defesa como se fazia no passado: “Agora os profissionais de tecnologia e segurança precisam de muito mais processos de controle e do entendimento dos reais riscos à informação da empresa para a resguardarem adequadamente”.

De seu lado, Vagner Florindo, consultor sênior da área de investigação de fraudes da EY, pondera que atualmente se tornou até mais “emocionante” tratar do assunto, à medida que novas formas de interação surgem e os clientes e funcionários passam a adotá-las, forçando as organizações a monitorar estas aplicações.

“Ao sair de suas barreiras, as empresas enfrentarão cada vez mais os desafios associados à identificação destas áreas a proteger, ao mapeamento das novas vulnerabilidades e à mensuração dos riscos. A criatividade do CSO é muito mais importante nesse cenário”, assinala Florindo.

    ENVIAR COMENTÁRIO

Você precisa estar logado para comentar a notícia. para logar ou cadastre-se aqui.
  • COMENTÁRIOS
  • (0)