Menu

Lucro líquido da Algar Telecom cresce 37,7% em 2018

Lucro líquido da Algar Telecom cresce 37,7% em 2018

Os resultados refletem a continuidade da expansão geográfica, novas possibilidades de mercado e o consequente aumento da capilaridade

Lucro líquido da Algar Telecom cresce 37,7% em 2018

Os resultados refletem a continuidade da expansão geográfica, novas possibilidades de mercado e o consequente aumento da capilaridade

O lucro líquido consolidado da Algar Telecom em 2018 foi de R$ 316,1 milhões, superando em 37,7% o resultado do ano anterior. A empresa – que expandiu suas operações em diversas regiões do Brasil – encerrou 2018 com um significativo crescimento, sendo que sua receita líquida consolidada totalizou R$ 2.867,3 milhões, o que representa um aumento de 5,6% sobre 2017.

Em 2018, a Algar Telecom ampliou a atuação no Sul e Sudeste e deu início às operações no Nordeste do País, viabilizadas após a implantação do cabo submarino Monet, que liga São Paulo à Flórida, tocando a costa brasileira em Fortaleza. No Nordeste, a empresa começou a atuar nas principais capitais, totalizando 18 localidades, por meio de seis novos escritórios regionais nos estados de Alagoas, Sergipe, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, além do Espírito Santo. Visando também a aceleração de sua expansão, a companhia adquiriu, em leilão, ativos da Cemig Telecom nos estados da Bahia, Ceará, Pernambuco e Goiás.

"A Algar Telecom encerrou 2018 com um relevante crescimento. Os resultados refletem a continuidade da expansão geográfica, novas possibilidades de mercado e o consequente aumento da nossa capilaridade. Além de mantermos o crescimento da base de clientes, especialmente corporativos, ampliamos a oferta de produtos e serviços para atender às necessidades integradas desses clientes em Telecom e TI, com ofertas cada vez mais digitais", afirma Jean Borges, presidente da Algar Telecom.

Segmento Telecom

O EBITDA do segmento Telecom alcançou R$ 845,4 milhões, um crescimento de 18,0% sobre o ano anterior. Retirando os efeitos positivos não recorrentes, no valor total de R$ 54,0 milhões, a margem de 2018 é de 39,3%, ante 38,0% em 2017. A evolução da margem, composta principalmente pelo aumento das receitas dos clientes B2B e pelas ações de eficiência operacional, teria sido maior não fossem as despesas de entrada, ao longo do 2º semestre de 2018, das operações no Nordeste, que estão em fase inicial e sem as devidas contrapartidas em receitas.

Clientes B2B Telecom

Em 2018 o número de clientes B2B da companhia atingiu 104.791 mil, um crescimento de 9,9% em relação a 2017, impulsionado tanto pelos clientes corporativos quanto pelos clientes MPE, que cresceram 24,1% e 8,0% respectivamente. Ao final do ano, as receitas dos clientes B2B representaram 57% da receita bruta de Telecom, atingindo R$ 1,5 bilhão, uma evolução de 8,4% propiciada sobretudo pelo crescimento das soluções de dados, que aumentaram 13,2%.

Clientes B2C

A receita bruta dos clientes B2C somou R$ 1,2 bilhão no ano de 2018, 3,6% menor que a de 2017. Esse movimento foi reflexo, principalmente, da queda dos serviços de voz, tanto móvel quanto fixa, além de TV, parcialmente compensadas por maiores receitas de banda larga e SVAs.

Segmento Tech – BPO/GESTÃO DE TI

A receita bruta do segmento Tech – BPO/Gestão de TI contabilizou R$ 984,2 milhões em 2018, um crescimento de 3,5% em relação a 2017. O EBITDA foi de R$ 122,1 milhões, valor 92,8% maior que o de 2017 com margem recorrente de 12,7%. Em 2018, o segmento Tech não apenas reformatou o seu portfólio de produtos e serviços, por meio do uso mais intensivo de ferramentas digitais, como também consolidou diversas ações de eficiência operacional que vinham sendo implementadas.

Investimentos


A Algar Telecom investiu R$ 733,2 milhões em 2018, dos quais R$ 82,9 milhões foram destinados à aquisição de ativos da Cemig Telecom, ante R$ 542,0 milhões em 2017. Do total de investimentos no ano, 69% foi utilizado na expansão de redes e ativação de novos clientes. Ao todo, foram construídos cerca de 11 mil km de redes do total atual de 61 mil km.


Destaques 2018

  • Entrada da Companhia no Nordeste do País, em 18 localidades, por meio de novos escritórios regionais nos estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe, além de ampliação das operações do Sul e Sudeste, com a chegada no Espírito Santo.
  • Entrada em operação do cabo Monet, com cerca de 11.000 km de cabos ópticos submarinos conectando as cidades de Praia Grande (SP) e Fortaleza (CE) à Boca Raton (Flórida, Estados Unidos).
  • Aquisição de ativos da Cemig Telecom nos estados de Bahia, Ceará, Pernambuco e Goiás, aumentando a rede em cerca de 1.200 km.
  • Rating de crédito da Companhia, pela S&P, passa de "brAA-" para "brAAA" com perspectiva estável.
  • Crescimento de 24,1% no número de clientes corporativos e de 8,4% na receita bruta do B2B.
  • Margem EBITDA recorrente alcança 39,3% no segmento Telecom e 12,7% no segmento Tech.
  • Algar Telecom é vencedora do 20º Prêmio Abrasca de Relatório Anual, na categoria Companhia Aberta com Receita Líquida menor que R$ 3 bilhões, e do Troféu Transparência Anefac/Fipecafi/SERASA na Categoria Companhia com Receita Líquida até R$ 5 bilhões, e eleita, ainda, pelo sexto ano consecutivo, a empresa mais sustentável do setor de Telecomunicações pelo Guia Exame de Sustentabilidade.
  • Algar Tech – subsidiária responsável pelo segmento Tech/BPO- Gestão de TI, é reconhecida como a 10ª empresa mais inovadora do Brasil e a 1ª na categoria Indústria Digital - TI e Telecom, no ranking das 100+ Inovadoras no Uso de TI, pela IT MÍDIA e PWC.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Finanças

TI

Canais

Executivos Financeiros

EF nas Redes